Topo
pesquisar

Bloco Norte-Americano

História Geral

PUBLICIDADE

Ao longo do século XX, os Estados Unidos, com sua moeda, sua música, suas universidades, seus costumes e valores, alcançaram um poder e um prestígio de dimensões planetárias. Para se ter uma idéia do que isso significa, em 1.950, o país respondia por cerca de 50% de toda a produção econômica mundial. Porém, nesse final de século, nota-se o declínio da hegemonia norte-americana, fato que tem abalado o país tanto no plano interno quanto no externo.

A liderança mundial norte-americana vem sendo ameaçada pela concorrência econômica cada vez mais aguerrida do Japão e da Europa. Como forma de fazer frente a essas economias, e mesmo para se adequar à nova ordem mundial, em 1.992 os Estados Unidos concluíram com o Canadá e o México um acordo de livre comércio, denominada Nafta (North American Free Trade Agreement). Esse acordo prevê a criação de uma zona de livre comércio, que abrange desde o norte do Canadá até o sul do México. Certamente, isso irá beneficiar as economias envolvidas, uma vez que os países participantes do Nafta dispõe de um mercado consumidor da ordem de 400 milhões de pessoas e produzem riquezas equivalentes a vários trilhões de dólares por ano.

Além dos problemas internacionais, os Estados Unidos vêm enfrentando sérios problemas raciais, como, por exemplo, o aumento do racismo. Em 14 de novembro de 1996, a cidade de St. Petersburg, na costa leste dos EUA, foi palco de sérios tumultos raciais, pelo fato de a Justiça ter absolvido um policial branco que matou um motorista negro. A questão racial torna-se ainda mais dramática devido ao aumento da desigualdade social, verificado no país dos últimos anos: hoje, de cada três negros norte-americanos residentes em cidades, um é paupérrimo*.

*Paupérrimo = extremamente pobre; pobríssimo

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola