Guerra contra Oribe e Rosas

Guerras

PUBLICIDADE

A Guerra contra Oribe e Rosas aconteceu em 1851, foi um conflito envolvendo os países da bacia do rio Paraná. A origem de tudo foi quando o presidente argentino Juan Manuel de Rosas, uniu-se ao então ministro da guerra do Uruguai, Manuel Oribe, na tentativa de constituir um país único.

Isso era definitivamente ruim para os interesses da Inglaterra, França e do Império brasileiro, que combateram o plano de Oribes e Rosas. O presidente do Uruguai, Fructuoso Rivera e os unitaristas argentinos também eram contra a tentativa.

Durante a guerra, o governo brasileiro usou a posição estratégica do rio Paraná para combater as forças argentinas. Após algumas tentativas, uma força composta por tropas brasileiras sob o comando de Luís Alves de Lima e Silva, argentinas sob o comando de Justo José de Urquiza, e uruguaias sob o de Fructuoso Rivera, invadiram o território das Províncias Unidas do Rio da Prata (1852), em Buenos Aires, Rosas foi definitivamente derrotado, preso e levado para Londres em uma embarcação do governo inglês.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Século XVI a XIX - Guerras - Brasil Escola

Começo da Passagem de Tonelero
Começo da Passagem de Tonelero

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DANTAS, Tiago. "Guerra contra Oribe e Rosas"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/guerras/guerra-contra-oribe-rosas.htm. Acesso em 28 de novembro de 2020.