Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Construção das Nacionalidades

Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Pode-se afirmar que todas as nações modernas foram construídas seguindo uma imposição direcionada de cima pra baixo, geralmente pela classe dominante que foram vitoriosos na luta pelo poder.

Os territórios foram instituídos de forma que os aspectos internos não foram levados em consideração, produzindo o isolamento ou o agrupamento de culturas e línguas distintas, muitas vezes os povos que já possuíam sua identidade social e cultural tinham que se submeter à cultura imposta pelo governo ao qual se encontrava subordinado.

Até no final do século XVII, era comum a existência de várias línguas subordinadas a um governo ou império, na Inglaterra, por exemplo, falavam-se várias línguas, assim como na França e na península Itálica.

No final do século XVIII início do século XIX, a monarquia se tornou frágil, a camada burguesa da época crescia e se tornava uma barreira ao capitalismo.

Aos poucos a soberania deixou de ser um privilégio dos reinos para se transformar em um algo de interesse do povo, e então foi constituído o estado, que tem como finalidade primordial representar a nação de um território. Com a consolidação do estado os reinados se extinguiram transferindo o poder para os governos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Escritor do artigo
Escrito por: Eduardo de Freitas Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FREITAS, Eduardo de. "Construção das Nacionalidades"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/construcao-das-nacionalidades.htm. Acesso em 29 de maio de 2024.

De estudante para estudante