Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Zabdiel Boylston

Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Médico prático americano nascido em Muddy River Hamlet, hoje Brookline, Massachusetts, o pioneiro da aplicação de vacina antivariólica na América ao inocular cerca de 200 pessoas em Boston (1721), onde só seis destas morreram. Recebeu educação domiciliar do seu pai, o Dr. John Cutter, e nunca cursou universidade. Depois de formado pelo pai, ele se instalou em Boston onde adquiriu reputação considerável e fez fortuna. Na reaparição da varíola em Boston (1721), estava em moda entre os médicos a prática da inoculação como medida preventiva em países orientais. Ele se tornou imediatamente um defensor da prática e inoculou no seu próprio filho e em dois dos criados, com sucesso completo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Grande parte dos médicos marcaram oposição unânime à inovação e protestaram contra isto, apoiados por cidadãos que também contestavam o procedimento. O persistente médico perseverou, e 286 pessoas inoculadas durante aquele ano (1721) e só seis morreram. Por causa destas mortes viu-se obrigado a ir morar em Londres, onde publicou seus resultados em (1726), quando então pode retornar para Boston, quando esta prática preventiva já era comum na Inglaterra. Ele também foi um naturalista de reputação considerável, não poupando nenhum trabalho ou despesa para obter plantas raras, animais e insetos. Na Inglaterra e foi feito um fellow da Royal Society (1725), e morreu aos 90 anos, em Boston.

Escritor do artigo
Escrito por: Eliene Percília Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PERCíLIA, Eliene. "Zabdiel Boylston"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biografia/zabdiel-boylston.htm. Acesso em 16 de abril de 2024.

De estudante para estudante