Topo
pesquisar

Filipe IV da Espanha

Biografia

PUBLICIDADE

Monarca espanhol (1621-1665) e Rei de Portugal e dos Algarves daquém e dalém-mar em África (1621-1640) nascido em Valladolid, cujo reinado marcou o início da decadência do império espanhol e efetuou-se o movimento restaurador da independência de Portugal em resultado da Revolução do Alentejo (1640). Filho de Filipe III e de Margarida da Áustria, sucedeu ao pai (1621), Rei de Espanha e de Portugal, e assumiu uma desastrosa política externa, durante 22 anos entregue ao incompetente conde-duque de Olivares, Gaspar de Guzmán. Como diversos países europeus andavam então em luta aberta contra a Espanha, na chamada Guerra dos Trinta Anos, isso beneficiou significativamente a recuperação da independência portuguesa.

A revolta da Catalunha, que também lutava pela independência, favoreceu indiretamente a posição portuguesa, pois aliviou a pressão exercida contra o país luso. A rebelião separatista em Portugal (1637-1640) que passou a ter rei próprio, D. João IV, o restaurador, neto da candidata ao trono (1580) D. Catarina de Bragança, fizeram finalmente o rei destituir Olivares (1643), mas já era tarde e a Espanha tinha perdido o controle sobre Portugal e os Países Baixos, e lutava contra as rebeliões na Catalunha, Andaluzia e Aragão. Foi notável que durante a guerra dos trinta anos obteve notáveis vitórias, mas o poderio externo hispânico entrou em decadência. A Espanha continuou a perder diversas cidades, portos e praças de guerra, em diversos pontos do globo, alguns lugares foram perdidos para sempre, embora outros tenham sido recuperados pela força das armas.

Substituiu Olivares por Luis Méndez de Haro, que ficou no poder até quando morreu (1661). Sem favoritos, o soberano governou sem chefe de governo até o final do seu reinado. Com a Espanha debilitada pelas derrotas militares e pelo colapso econômico e social, o rei morreu em Madri, e foi sucedido por Carlos II, que viria a ser o último rei da casa da Áustria na Espanha. Casou (1615) com D. Isabel de Bourbon (1603-1644), filha do rei da França e depois de viúvo (1644), casou em segundas núpcias (1649) com D. Maria Ana da Áustria, a mãe do seu sucessor, Carlos II de Espanha (1661-1700).

Fonte: Biografias - Unidade Acadêmica de Engenharia Civil / UFCG

Ordem F - Biografia - Brasil Escola

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola