Topo
pesquisar

Aimé Goujaud Bonpland

Biografia

PUBLICIDADE

Famoso botânico e médico francês nascido perto de La Rochelle, que viveu grande parte de sua vida na América do Sul (1816-, na fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina, como cientista, plantador, pecuarista, artesão, comerciante, amigo e ajudante dos índios, numa arriscada vida entre guerras civis, inclusive, durante 9 anos como prisioneiro do ditador paraguaio Francia. Antes de seu encontro com Alexander von Humboldt (1769-1859), pouco se sabia a respeito do médico e botânico francês, apenas que desde muito jovem se interessou pelas Ciências Naturais, influenciado por seu pai que era cirurgião.

Estudou anatomia en Paris (1791). En e alistou-se na armada francesa (1794), um ano antes de receber o grau de cirugião. Nesta época se relacionou com famosos naturalistas como Lamarck, Jussieu e Desfontaines, e aprofundou-se em Botânica e Anatomia. Conheceu Humboldt no Hotel Boston de París (1798) e intercambiaram suas primeiras idéias sobre grandes viagens de pesquisa. Depois viajaram juntos pelo interior da França e Espanha, antes de embarcarem no porto de La Coruña, Espanha (1799), com destino ao continente americano alcançando no mês seguinte, julho, as costas de Cumaná, na Venezuela, e chegaram ao Rio Orenoco, coletando e estudando numerosas plantas, animais e outras 6000 amostras, iniciando uma volumosa obra escrita.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Após a volta de sua primeira viagem à América do Sul, se tornaria na Europa (1808-1814) o botânico da Imperatriz Josephine de Beauharnais (1763-1814). Voltou à América e esteve em Buenos Aires (1816-1817), acompanhado por sua esposa, dois jardineiros, livros, e grande quantidade de sementess e duas mil mudas, com o propósito de fundar um Jardim Botânico, base de fundação do Museo de Historia Nacional.

Após a dissolução de seu primeiro casamento, o pesquisador francês passou a viver com uma índia e, junto com Alexander von Humboldt, receberia diversas condecorações como a de cidadão honorário (1827) no México, e condecorações como a de Doutor Honoris Causa da Universidade Grifswald. Fez amizades com diversos governantes e líderes latino-americanos com Simon Bolivar (1783-1830) e, apesar dos constantes convites, não voltou mais para a Europa. Morreu aos 85 anos, em Restauración, Uruguay, conhecido e amado por suas principais virtudes: sabedoria, humildade e bondade.

Figura copiada do site da FUNDACIÓN DE HISTORIA NATURAL FÉLIX DE AZARA:
http://www.ecopuerto.com/historianatural/  

Fonte:  http://www.ecopuerto.com/historianatural/

Ordem A - Biografia - Brasil Escola

Aimé Goujaud Bonpland, botânico e médico
Aimé Goujaud Bonpland, botânico e médico
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola