Commodities

As commodities são mercadorias básicas de baixo valor agregado e preços definidos em bolsas de valores. Elas são comercializadas em larga escala no mercado internacional.

Commodities são mercadorias originárias do setor primário e de baixo valor agregado, ou seja, em seu estado bruto ou pouco modificadas, e que são comercializadas em grandes volumes no mercado internacional. Seu preço é determinado nas bolsas de valores de acordo com a oferta e a demanda dessas mercadorias. Muitos países têm na comercialização das commodities a base de sua economia e, por isso, elas são tão importantes, além de servirem de matérias-primas para outros produtos.

Alguns exemplos de commodities são soja, minérios de ferro e petróleo, que são as três das principais commodities produzidas e exportadas pelo Brasil.

Confira no nosso podcast: Entendendo os setores da economia

Resumo sobre commodities

Afinal, o que é commodity?

As commodities (ou commodity, no singular) são mercadorias básicas que possuem sua origem no setor primário da economia e são comercializadas em larga escala, isto é, em grandes volumes. Na maioria das vezes, esses produtos se encontram em seu estado bruto ou podem apresentar um pequeno grau de modificação. Por essa razão, as commodities são classificadas como produtos de baixo valor agregado.

Commodities são destinadas principalmente ao comércio exterior e serão processadas e se tornarão novos produtos nos territórios de destino, ou seja, elas desempenham o papel de matéria-prima para o setor secundário, que corresponde à indústria. As commodities são passíveis de formação de estoque em função da sua durabilidade, além de possuírem aspectos semelhantes em qualquer que seja o seu local de produção.

Outra importante característica das commodities é a maneira como o seu preço é definido. Eles são estabelecidos pelo mercado e fixados em dólar, moeda que é a mais utilizada no sistema financeiro internacional. As negociações desse tipo de mercadoria são executadas no âmbito das bolsas de valores e, portanto, acontecem em escala mundial. Nos itens a seguir, veremos como a precificação das commodities é realizada.

soja

milho

algodão

café

trigo

arroz

cana-de-açúcar

laranja

carnes

ouro

minérios

alumínio

madeira

petróleo

água

Função das commodities

Como vimos, as commodities são produtos oriundos do setor primário da economia vendidos em sua forma natural (in natura) ou levemente processados. Por essa razão, a principal função das commodities é servir de matérias-primas para a fabricação de outros bens nos mais variados tipos de indústria: alimentícia, de bebidas, têxtil, de base, petroquímica e madeireira, por exemplo. É importante notar que elas se diferenciam das demais matérias-primas pela forma como são tratadas no mercado internacional e pelo padrão de qualidade que é estabelecido também em escala global.

Para sabermos como isso acontece na prática, vamos considerar uma das mais importantes commodities do mundo atual, a soja. Ela pode ser utilizada para diversos propósitos, como na produção de óleo culinário, ração animal, biodiesel, leite, carne de soja.

As commodities desempenham ainda função econômica nos territórios que a produzem, uma vez que elas são mercadorias voltadas para o mercado externo. Existem muitas economias nacionais que dependem quase que totalmente da comercialização das commodities para a manutenção de uma balança comercial positiva, o que afeta tanto as relações exteriores quanto a dinâmica econômica interna desses mesmos países.

Leia também: Quais são as grandes potências agrícolas da atualidade?

Tipos de commodities

As commodities são classificadas de acordo com a sua origem. Levando em consideração esse critério, listamos abaixo os principais tipos de commodities.

Como é o funcionamento das commodities?

O funcionamento das commodities acontece no ambiente das bolsas de valores, onde o seu preço é redefinido dia após dia de acordo com a demanda do mercado e a oferta disponível em todo o mundo. Assim, o produtor não é o agente responsável por estabelecer um preço para a sua mercadoria.

A variação no preço das commodities tem impacto direto em outros setores da economia, sobretudo naqueles que dependem dessas mercadorias para desempenhar suas atividades. Até mesmo o consumidor final pode sentir essa flutuação no mercado, nos postos de gasolina e outros estabelecimentos onde adquire os subprodutos feitos por meio de commodities. Os impactos são ainda maiores naquelas economias nacionais que são mais dependentes das commodities.

Uma das mais importantes instituições onde acontece a cotação do preço das commodities hoje é a Bolsa de Valores de Chicago, nos Estados Unidos. Esse preço é padronizado e definido em dólar, moeda internacional utilizada no mercado financeiro.

Qual a importância das commodities?

As commodities são importantes para a economia mundial e para a economia nacional dos países que as compram e que as vendem, movimentando o comércio em escala global. Nesse aspecto, sabemos que muitos países são altamente dependentes da venda desses produtos primários, que representa a maior parcela de sua economia. As exportações das commodities garantem a eles uma balança comercial positiva, além de estabelecer novas relações e laços comerciais com outros países.

Uma vez que se trata de produtos básicos vendidos em escala mundial, as commodities são importantes para a manutenção de um equilíbrio no sistema econômico internacional. Quando seu preço sofre flutuações muito acentuadas, isso pode incorrer na variação dos preços de outras mercadorias e em potenciais crises econômicas. Pensando ainda em escala global, as commodities são importantes para o funcionamento de vários ramos da indústria e setores da economia, além de atividades básicas, já que, como estudamos, elas têm o papel de matérias-primas.

Commodities brasileiras

Soja
A soja é a principal commodity brasileira.

O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores mundiais de commodities, em especial as commodities agrícolas e minerais. Essa classe de mercadorias representa atualmente uma parcela de 70% de toda a remessa brasileira para o exterior, além de dominarem os respectivos setores que as produzem. Em se tratando do setor agropecuário, a soja lidera as exportações, ao lado do minério de ferro e petróleo quando se trata do setor extrativo.

Abaixo apresentamos uma lista das principais commodities brasileiras:

Entre os principais compradores dos produtos primários do Brasil, podemos citar países como China, que absorve principalmente a soja e minérios de ferro, Estados Unidos e Argentina, além daqueles pertencentes à União Europeia.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia


Fonte: Brasil Escola - https://brasilescola.uol.com.br/geografia/commodities.htm