Fibras alimentares

As fibras alimentares podem ser definidas como resíduos de células vegetais que são resistentes à ação das enzimas digestivas humanas. Por não serem digeridas, elas não fornecem calorias, entretanto, desempenham importante papel no funcionamento do corpo humano.

→ Características das fibras alimentares

As fibras alimentares pertencem ao grupo dos carboidratos, com exceção da lignina. Diante disso, é comum ouvirmos a definição de que as fibras são polissacarídeos não amiláceos formados por moléculas de açúcares. No caso da lignina, podemos classificá-la como um composto fenólico.

O consumo de fibras possibilita a melhora na saúde de uma pessoa, visto que reduz o risco de problemas como acidente vascular encefálico, diabetes, hipertensão, doença arterial coronariana e câncer intestinal. Entretanto, deve-se ficar atento à quantidade dessas fibras ingeridas, pois a recomendação varia com idade, sexo e consumo energético. Porém, de uma maneira geral, a Organização Mundial de Saúde recomenda a ingestão de 25 gramas de fibras todos os dias.

→ Classificação das fibras alimentares

As fibras alimentares podem ser classificadas em insolúveis e solúveis:

 

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos


Fonte: Brasil Escola - https://brasilescola.uol.com.br/biologia/fibras.htm