Verbos intransitivos

Verbos intransitivos são aqueles que não precisam de um complemento verbal.

Verbos intransitivos não exigem um complemento verbal e podem aparecer acompanhados de adjuntos adverbiais. Já os verbos transitivos necessitam de um complemento, isto é, de um objeto direto (sem preposição) ou indireto (com preposição). Os verbos também podem ser transitivos diretos e indiretos ao mesmo tempo.

Leia também: Verbos pronominais — são acompanhados de pronomes átonos

Videoaula sobre verbos intransitivos

Exemplos de verbos intransitivos

A seguir, alguns exemplos de verbos intransitivos, ou seja, que não exigem complemento:

Verbos intransitivos e adjuntos adverbiais

Algumas vezes, os verbos intransitivos aparecem acompanhados de adjuntos adverbiais. Por isso, é preciso tomar cuidado para não confundir esses adjuntos com complementos verbais.

Veja estes exemplos:

Adormeci no meu escritório.

Jorge tremeu de medo.

Vivíamos para nossos filhos.

Viajava de trem toda semana.

Nesses enunciados, é possível apontar, respectivamente, adjuntos adverbiais de lugar, causa, finalidade e meio.

Veja também: Verbos abundantes — apresentam mais de uma forma em determinadas conjugações

Verbos transitivos x verbos intransitivos

Os verbos intransitivos não exigem um complemento; já os transitivos necessitam dele, e são assim classificados:

→ Verbos transitivos diretos

Apresentam complemento verbal sem preposição (objeto direto).

Chico comprou um livro de bolso.

→ Verbos transitivos indiretos

Apresentam complemento verbal com preposição (objeto indireto).

Lúcia concordou com suas amigas.

→ Verbos transitivos diretos e indiretos

Apresentam tanto objeto direto quanto objeto indireto.

Emprestei dinheiro ao meu irmão.

Exercícios resolvidos sobre verbos intransitivos

Questão 1

(UFJF - adaptada) Leia o trecho:

Ela passava a mão em mim, me convidava para sair e queria ir para minha casa. Um dia até mordeu as minhas costas”, conta Barroso, que, no ano passado, enfrentou, durante dois meses, as cantadas de sua chefe na empresa de telefonia celular na qual trabalhava, em Brasília. “As pessoas riam de mim o tempo todo”, lembra. Ao se sentir rejeitada, a mulher, por volta dos 50 anos, passou a persegui-lo. Chegou a criar situações para que ele fosse demitido, como lhe atribuir faltas, mesmo diante de um atestado médico.

(Texto adaptado. Disponível em: https://istoe.com.br/103744_O+ ASSEDIO+ SEXUAL+ FEMININO/. Acesso em: 31 jul. 2018.)

Sobre a construção “como lhe atribuir faltas”, pode-se afirmar que:

A) está correta, pois o pronome lhe se refere a Barroso, e o verbo atribuir foi empregado como transitivo indireto.

B) está incorreta, pois o pronome lhe se refere a sua chefe, e o verbo atribuir foi empregado como bitransitivo.

C) está correta, pois o pronome lhe se refere a Barroso, e o verbo atribuir foi empregado como bitransitivo.

D) está incorreta, pois o pronome lhe se refere a Barroso, e o verbo atribuir foi empregado como intransitivo.

E) está correta, pois o pronome lhe se refere a sua chefe, e o verbo atribuir foi empregado como transitivo direto.

Resolução:

Alternativa C

No trecho “como lhe atribuir faltas”, “faltas” é objeto direto do verbo “atribuir”, já “lhe” é o objeto indireto. Portanto, o verbo “atribuir” é bitransitivo, já que é transitivo direto e indireto ao mesmo tempo.

Questão 2

Analise os enunciados abaixo e marque a alternativa que apresenta um verbo intransitivo.

A) Nós amamos os filmes de Jean-Luc Godard e os de Pedro Almodóvar.

B) Quando me deitei ontem à noite, senti uma profunda saudade de você.

C) A engenheira atropelou um cachorro que estava atravessando a rua.

D) Joaquim e Inácio gostavam de macarronada com muito queijo.

E) Durante dez anos, dei muito dinheiro ao meu irmão mais velho.

Resolução:

Alternativa B

Nesses enunciados, o único verbo intransitivo é “deitar-se”.

 

Por Warley Souza
Professor de Português 


Fonte: Brasil Escola - https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/verbos-intransitivos.htm