Fenômenos físicos e químicos

Quando falamos em fenômenos físicos e químicos, referimo-nos às mudanças que podem atingir a matéria.

Fenômeno é o nome dado a toda e qualquer transformação que a matéria (tudo aquilo que ocupa lugar no espaço e possui massa) pode sofrer, independentemente se a sua composição foi ou não alterada.

Quando pegamos uma folha de papel e simplesmente a rasgamos, modificamos seu formato e tamanho, mas ainda temos o papel. Porém, se essa folha for queimada, teremos modificação na sua composição.

O exemplo do papel representa os dois tipos de fenômenos que a matéria pode sofrer. Vamos entendê-los melhor!

Fenômenos físicos

Cortar papel é um exemplo de fenômeno físico
Cortar papel é um exemplo de fenômeno físico

São alterações sofridas pela matéria que não provocam nenhuma modificação na sua composição (substâncias que formam o material), ou seja, antes, durante e após a ocorrência de um fenômeno físico, as substâncias que constituem a matéria serão exatamente as mesmas.

Exemplos de fenômenos físicos

Sinais que caracterizam um fenômeno físico

Fenômenos químicos

A produção de fumaça é um indicativo de fenômeno químico
A produção de fumaça é um indicativo de fenômeno químico

São alterações sofridas pela matéria que provocam modificação na sua composição, ou seja, as substâncias que formam a matéria antes da ocorrência de um fenômeno químico são diferentes das substâncias que compõem a matéria após o fenômeno.

Exemplos de fenômenos químicos

Sinais que identificam um fenômeno químico


Por Me. Diogo Lopes Dias


Fonte: Brasil Escola - https://brasilescola.uol.com.br/quimica/fenomenos-fisicos-quimicos.htm