Desse ou deste?

As palavras “desse” e “deste” são usadas quando os pronomes “esse” e “este” exercem a função de complemento de um termo que exija a preposição “de”.

A palavra “desse” é formada pela preposição “de” mais o pronome demonstrativo “esse”. Já a palavra “deste” é formada pela preposição “de” mais o pronome demonstrativo “este”. Portanto, as palavras “desse” e “deste” serão usadas quando os pronomes “esse” e “este” exercerem a função de complemento de um termo que exija a preposição “de”.

Leia também: Afim ou a fim?

Quando usar desse?

A palavra “desse” é formada pela preposição “de” mais o pronome demonstrativo “esse”. Assim, devemos, em primeiro lugar, entender quando o pronome “esse” é usado.

Adamastor, quero esse lápis que você está usando.

Quando esse dia chegar, ela vai entender o que fiz.

Só posso dizer que esse seu questionamento não faz nenhum sentido.

Esse acontecimento de ontem nunca mais será esquecido.

O diário da cantora causou polêmica, já que esse expunha a intimidade do seu ex-marido.

Portanto, a palavra “desse” será usada quando o pronome “esse” exercer a função de complemento de um termo que exija a preposição “de”.

Adamastor, preciso desse lápis que você está usando.

Tenho medo desse dia triste que chegará inevitavelmente.

A necessidade desse seu questionamento é inexistente.

Desse acontecimento de ontem sempre me lembrarei.

O diário da cantora causou polêmica, já que desse foram extraídos detalhes da intimidade do seu ex-marido.

Observe que, nesses exemplos, o pronome “esse” é complemento dos termos “preciso”, “medo”, “necessidade”, “me lembrarei” e “extraídos”. Além disso, todos esses termos exigem a preposição “de”, isto é, “preciso de”, “necessidade de”, “me lembrarei de” e “extraídos de”.

Leia também: Em cima ou encima?

Quando usar deste?

A palavra “deste” é formada pela preposição “de” mais o pronome demonstrativo “este”. Assim, é necessário entender quando o pronome “este” é usado.

Adamastor, quer este lápis que estou usando?

Quando este dia acabar, ela vai entender o que fiz.

Escolho este: o questionamento que não faz nenhum sentido.

Este país não sabe valorizar pessoas como eu.

Portanto, a palavra “deste” será usada quando o pronome “este” exercer a função de complemento de um termo que exija a preposição “de”.

Adamastor, você precisa deste lápis que estou usando?

Não terei saudade deste dia triste que está acabando.

Eram vários, mas ela só tinha medo deste: o questionamento irrefutável.

Pessoas como eu não recebem nada deste país.

Note que, nos enunciados, o pronome “este” é complemento dos termos “precisa”, “saudade”, “medo” e “recebem”. Ademais, todos esses termos exigem a preposição “de”, ou seja, “precisa de”, “saudade de”, “medo de” e “recebem algo de”.

Leia também: Enfim ou em fim?

Exercícios resolvidos

Questão 01

Analise os enunciados a seguir e assinale a alternativa em que o uso de “desse” ou “deste” está INCORRETO.

a) Quando fui à Irlanda, eu soube que vieram desse país escritores como Oscar Wilde e James Joyce.

b) Quero sair desse país urgentemente, pois não suporto mais a forma como sou tratado aqui.

c) Eleonora, se você cair dessa cadeira e se machucar, vou ficar muito brava com você, menina!

d) Quando eu descer deste carro, prometo que nunca mais vou pegar carona com estranhos novamente.

e) Não quero mais falar desse assunto que você insiste em me lembrar a cada cinco minutos.

Resolução:

Alternativa “b”.

O pronome demonstrativo “este” é usado quando se refere ao lugar onde o falante está. Assim, no enunciado em questão, é inadequado usar “esse”, já que o falante está no país mencionado, como bem demonstra o uso do advérbio “aqui”. A forma correta, portanto, é “sair deste país”.

Questão 02

Use os termos “desse” ou “deste” para preencher corretamente as lacunas do diálogo a seguir:

“Aqui está seu livro, professora.”

“Ah! E o que achou, Alessandra?”

“Achei que J. Forster fugiu dos temas difíceis.”

“Está clara a covardia ______ autor.”

“Professora, abre na página trinta, por favor.”

“OK. Espera um momento.”

“As páginas ______ livro são muito finas, professora.”

“Também prefiro páginas mais grossas e ásperas.”

“Fiz uma anotação a lápis aí, espero que não se importe.”

“Aqui está.”

“Lê, professora.”

“J. Forster demonstra certa ignorância. A falta de certeza ______ ao falar dos problemas sociais indica o seu pouco conhecimento do assunto.”

“É o que eu acho, professora.”

A sequência correta para o preenchimento das lacunas é:

a) deste, desse, deste.

b) desse, deste, desse.

c) deste, deste, desse.

d) deste, deste, deste.

e) desse, desse, desse.

Resolução:

Alternativa “e”.

A primeira ocorrência se refere ao autor, já mencionado antes. A segunda se refere ao livro, que está distante da pessoa que fala (Alessandra) e próximo da pessoa com quem se fala (professora). Já a terceira se refere a M. Forster, nome mencionado anteriormente no enunciado.

 

Por Warley Souza
Professor de Gramática


Fonte: Brasil Escola - https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/desse-ou-deste.htm