Europa: um grande consumidor de matéria-prima

A Europa é um grande consumidor de matéria-prima de outros continentes, pois a quantidade de recursos naturais de seus países é um tanto quanto restrita.

A Europa é o berço da Revolução Industrial, que ocorreu por volta do século XIX na Inglaterra; para abastecer a crescente indústria os países europeus saíram em busca de recursos naturais (matéria-prima). O continente também explorou efetivamente seus recursos internos.

A quantidade de recursos naturais contida no continente é restrita, isso implica numa dependência em relação à matéria-prima de outros países. No entanto, essa dependência não traz grandes problemas.

O que se vê na contemporaneidade é um grande interesse de países subdesenvolvidos que buscam incessantemente comercializar os seus recursos, promovendo uma competitividade elevada entre diversas nações. A grande oferta resulta em diminuição dos preços praticados no mercado internacional, o que comprova a lei da oferta e da procura. Além disso, existe outro atrativo para quem compra: a melhor qualidade da matéria-prima colocada no mercado, esse fato desestimula a produção primária de recursos minerais por parte dos países industrializados. Desse modo, esses países preferem adquirir matéria-prima de qualidade com preço baixo do que extraí-las em seus territórios.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia


Fonte: Brasil Escola - https://brasilescola.uol.com.br/geografia/europa-um-grande-consumidor-materiaprima.htm