Topo
pesquisar

Dormir pouco faz mal?

Saúde e Bem-estar

Muitas pessoas não acreditam que dormir pouco faz mal. Entretanto, a falta do sono regular está relacionada com diversos problemas, como o câncer.
PUBLICIDADE

Muitas pessoas dizem que a solução para todos os problemas é uma boa noite de sono. Infelizmente, dormir não soluciona todas as situações complicadas de nossa vida, mas, com certeza, afeta positivamente a nossa saúde. Assim sendo, muitas vezes, realmente dormir é o melhor remédio.

Mas, afinal, quais são os problemas desencadeados por noites mal dormidas?

Noites mal dormidas geram uma grande quantidade de problemas no nosso corpo. Os danos percebidos imediatamente após uma noite de sono inadequado são: dificuldade de concentração, indisposição, diminuição da produtividade e criatividade, redução da capacidade de memória e instabilidade emocional. Esses problemas afetam diretamente a vida de uma pessoa, levando, por exemplo, a erros no trabalho executado por ela.

Além dos problemas percebidos de imediato, existem outros danos que podem ser percebidos após uma série de noites com sono reduzido. Entre os problemas mais relatados, podemos citar: ganho de peso, aumento dos riscos de doenças cardiovasculares e derrames, diabetes, problemas gastrointestinais e envelhecimento precoce. Além disso, há trabalhos que indicam que noites de sono irregulares podem levar ao desenvolvimento de câncer, uma vez que a interferência no nosso relógio biológico pode aumentar os riscos de doenças.

Vale destacar também que doenças relativamente comuns, tais como gripes e resfriados, ocorrem com maior frequência em pessoas que apresentam problemas para dormir. Isso acontece porque o sono também afeta nosso sistema imunológico, o qual fica comprometido quando dormimos pouco.

Quanto tempo devemos dormir à noite?

O tempo de sono ideal varia de pessoa para pessoa. Costuma-se aceitar que a quantidade de horas perfeita é aquela que faz com que o indivíduo acorde bem no dia posterior. Aqueles que se sentem bem com menos de sete horas diárias são chamadas de dormidores curtos, enquanto os dormidores longos são aqueles que precisam de um descanso de mais de 8 horas. Para grande parte da população, no entanto, a recomendação é que o tempo de sono fique entre 7 e 8 horas.

O que eu posso fazer para melhorar minhas noites de sono?

Existem diversas recomendações para que uma pessoa passe a ter noites mais agradáveis. A primeira delas é estabelecer um horário fixo para dormir e acordar, evitando sempre tirar cochilos durante o dia. Outro ponto importante é criar um ambiente agradável para o sono, reduzindo o ruído, a intensidade da luz e controlando a temperatura do quarto.

Cuidar da alimentação também é importante, sendo fundamental que as refeições não sejam feitas próximo ao horário de dormir. Não beber café, chá e refrigerante perto da hora de dormir também ajuda a ter uma noite de sono mais tranquila.

ATENÇÃO: Quando as tentativas para ter uma noite tranquila de sono falham, é fundamental procurar um médico para verificar se existe algo errado. Problemas como apneias do sono e insônia necessitam de atenção especial.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha Dos. "Dormir pouco faz mal?"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude/dormir-pouco-faz-mal.htm>. Acesso em 26 de setembro de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA