Topo
pesquisar

Desmaio

Saúde e Bem-estar

PUBLICIDADE

O desmaio ou síncope é a perda repentina e passageira da consciência, normalmente com recuperação rápida. É provocada por fortes emoções, ansiedade, tensão emocional, doenças cerebrovasculares, embolia pulmonar, hipertensão pulmonar, hipoglicemia, intoxicação, hipotensão postural, infecções e causas desconhecidas que fazem com que o nervo vago (responsável pela inervação do sistema nervoso autônomo, cujos neurônios permanecem no tronco cerebral e na medula sacral) dilate os vasos sanguíneos diminuindo, consequentemente, a pressão sanguínea.

Ao diminuir a pressão sanguínea, o fluxo não consegue subir ao cérebro que, sem tanta irrigação sanguínea e oxigênio, reduz a consciência e se mantém num estado de relaxamento completo, ocasionando a queda e a perda dos sentidos. Ao cair, a posição deitada auxilia a passagem do sangue até o cérebro retomando suas funções normais.

Ao sentir que está prestes a desmaiar, a pessoa pode se deitar e colocar as pernas para cima facilitando, assim, a passagem do sangue ao cérebro. Pode, também, sentar-se e colocar a cabeça entre os joelhos. Chás e cafés açucarados também auxiliam no bloqueio do desmaio.

Existe hoje a chamada “brincadeira do desmaio” que pode provocar sérios problemas à saúde da pessoa, pois pode causar hematomas, convulsão, ataque epiléptico, coma, morte e até mesmo vício na tontura que a pessoa sente ao voltar à consciência. Essa prática é bastante antiga, mas atualmente virou mania entre adolescentes que gostam da sensação pós-desmaio.
 

Por Gabriela Cabral

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DANTAS, Gabriela Cabral Da Silva. "Desmaio"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude/desmaio.htm>. Acesso em 26 de agosto de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA