Topo
pesquisar

Carvão vegetal ativado (Carbo activatus)

Saúde e Bem-estar

O carvão vegetal é resultante da queima controlada das partes lenhosas de angiospermas não resinosas. Tal substância, dentre outras aplicações, é utilizada na medicina natural para tratamento de intoxicações, envenenamentos, problemas gastrointestinais, dentre outros.
PUBLICIDADE

O carvão vegetal ativado, cujo nome botânico é Carbo activatus, é preparado a partir da queima controlada, com baixo teor de oxigênio, das partes lenhosas de angiospermas não resinosas.

Tal substância é bastante porosa, e possui grande capacidade de captar e reter, em seu interior, substâncias tóxicas, impurezas, micro-organismos e gases oriundos da decomposição alimentar intestinal; de forma rápida. Assim, dentre suas diversas aplicações, o carvão vegetal ativado é bastante utilizado na medicina natural, com o intuito de prevenir ou tratar diversos males, como envenenamento, intoxicações por medicamentos ou alimentos, problemas relacionados ao sistema gastrointestinal (tais como diarreia, desconfortos abdominais, gases, mau hálito, aftas e dores de estômago) e icterícia (por adsorver¹ a bilirrubina). Algumas fontes indicam, ainda, que o carvão mineral ativado pode auxiliar na restauração óssea em casos de fraturas e osteoporose, na redução da estafa e estresse, e tratamento de tumores e úlceras.

Seu uso é feito, geralmente, a partir da ingestão de cápsulas, ou de seu conteúdo granulado juntamente com água ou outros líquidos. Nesses casos, as substâncias tóxicas, assim como o carvão, são expulsas do organismo juntamente com as fezes. Em outras situações, ele é utilizado externamente, por exemplo, no tratamento de feridas; infecções superficiais, como furúnculos, hordéolos e úlceras provocadas pela varíola; e para adsorver veneno ou outras substâncias tóxicas oriundas de animais como serpentes, escorpiões, aranhas, vespas, abelhas e águas-vivas.

Alguns registros apontam que a utilização dessa substância já era adotada no Antigo Egito, tanto para fins medicinais quanto para purificação de óleos.

Importante:

Como se trata de uma substância adsorvente, o uso do carvão vegetal deve ser suspenso antes de se utilizar medicamentos e/ou suplementos nutricionais.

______________________________________________________
¹ Fixação de moléculas de uma substância na superfície de outra substância
(Míni Aurélio, 6ª Edição Revista e Atualizada).

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

A automedicação pode ter efeitos indesejados e imprevistos, pois o remédio errado não só não cura como pode piorar a saúde.


Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
Equipe Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Carvão vegetal ativado (Carbo activatus)"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude/carvao-vegetal-ativado-carbo-activatus.htm>. Acesso em 10 de fevereiro de 2016.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Atila Saraiva de Rezendesegunda-feira | 23/02/2015 10:16Hs
    Qual a diferença entre carvão de churrasco e o carvão ativado, uma vez que o de churrasco também tem a queima controlada?
    • Vanessa Sardinha dos Santossegunda-feira | 23/02/2015 13:20Hs
      Olá Atila. O carvão vegetal ativado é processado de uma maneira que torna as partículas bem pequenas e com grande porosidade.
      Equipe Brasil Escola
      10 9
  • Su Almeidaquarta-feira | 05/11/2014 07:53Hs
    Eu tomo Atenolol 25mg e captopril 10mg por dia com o uso do carvão vegetal meus remédios perdem o efeito?
    • Vanessa Sardinha dos Santosquarta-feira | 05/11/2014 13:21Hs
      Olá. O uso do carvão vegetal ativado resulta em uma redução da absorção gastrintestinal. Sendo assim, pode interferir na absorção dos seus medicamentos.
      Equipe Brasil Escola
      14 9
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA