Topo
pesquisar

Alergia à proteína do leite de vaca (APLV)

Saúde e Bem-estar

A alergia à proteína do leite de vaca (APLV) é um problema grave que afeta, principalmente, crianças após a fase de amamentação. Para tratar o problema, é necessário cuidar da dieta.
PUBLICIDADE

A alergia à proteína do leite de vaca (APLV) é um tipo de alergia alimentar que acomete, principalmente, crianças geneticamente predispostas. Essa alergia pode ser causada por diferentes proteínas contidas no leite, entretanto, a fração que causa mais problemas alérgicos é a beta-lactoglobulina. A APLV acontece quando o nosso corpo identifica a proteína do leite como um organismo invasor e produz anticorpos para combater a proteína, ocasionando o processo alérgico.

Cerca de 50% das crianças que apresentam APLV curam-se de forma espontânea no primeiro ano de vida, e 80% a 90% curam-se até o quinto ano. Entre os principais sintomas desse problema, podemos citar urticária, edema na laringe, diarreia, náusea, vômito e constipação.

Sinais e sintomas da APLV

A APLV pode acometer crianças que ainda se alimentam exclusivamente de leite materno em virtude de reações aos alimentos ingeridos pela mãe. Nesses casos, a manifestação do problema pode ser leve ou moderada. Porém, é comum a manifestação da APLV logo após a interrupção do aleitamento e o início da ingestão de outros alimentos. Geralmente, ela acomete o aparelho digestório e a pele.

Podemos classificar os sinais e sintomas da APLV em reações imediatas e reações tardias. As reações imediatas ocorrem até duas horas após a ingestão do leite de vaca, e as tardias podem ocorrer horas ou, até mesmo, dias após a ingestão do alimento.

  • Reações imediatas

    Vômitos

    Urticária

    Rinite

    Tosse seca

    Inchaço na boca, lábios e laringe

    Náusea e vômitos

    Dor abdominal

    Anafilaxia (reação alérgica grave que pode matar)

  • Reações tardias

    Diarreia crônica

    Fezes com sangue

    Anemia

    Prisão de ventre

    Dermatite

Diagnóstico da APLV

Para realizar o diagnóstico da APLV, é necessário conhecer os sintomas do paciente e também ficar atento à história familiar. Alguns exames podem ser pedidos para avaliar a sensibilização ao leite, além de testes cutâneos e provas de provocação que podem ajudar na confirmação do diagnóstico.

Tratamento da APLV

Não há nenhum remédio que cure a APLV, mas o tratamento é relativamente simples: excluir da dieta alimentos que contenham a proteína do leite. É importante evitar alimentos industrializados e aqueles que não se conhece o modo de preparo. Como a alergia apresenta natureza qualitativa, é importante salientar que não importa a quantidade, pois ela pode manifestar-se mesmo com o consumo de doses baixas.

Além da alimentação livre de proteínas do leite, outros cuidados devem ser tomados. Existem casos graves em que é necessário até mesmo evitar a inalação e contato da pele com o leite. Outro ponto importante diz respeito às mães que ainda amamentam: elas deverão excluir o leite de sua dieta apenas se for comprovado que a alergia da criança decorre da alimentação materna.

Atenção: O leite é uma importante fonte de nutrientes, portanto, a exclusão desse componente da dieta causa sérios impactos. Alguns médicos sugerem, nesse caso, suplementação medicamentosa.

SAIBA MAIS: Leia também sobre a Intolerância à Lactose para entender a diferença entre esses dois problemas de saúde.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Alergia à proteína do leite de vaca (APLV)"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude/alergia-proteina-leite-vaca-aplv.htm>. Acesso em 30 de abril de 2017.

Alergia cutânea causada pela ingestão de camarão
Doenças e patologias Alergias alimentares
Desconforto nasal é um sintoma típico da rinite
Doenças e patologias Rinite
Um dos sintomas da anemia é a palidez da pele, parte interna do olho e gengivas
Doenças e patologias Anemia
A urticária é uma reação na pele que atinge principalmente pessoas com alergias respiratórias ou de pele
Doenças e patologias Urticária
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA