Topo
pesquisar

Relação entre exercícios físicos e a memória

Saúde na escola

A relação entre os exercícios físicos e a memória ainda não está bem definida. Todavia, muitas pesquisas sugerem que pessoas mais ativas apresentam melhor capacidade cognitiva.
Os exercícios físicos estão relacionados com a melhora das funções cognitivas
Os exercícios físicos estão relacionados com a melhora das funções cognitivas
PUBLICIDADE

Ao falarmos de exercícios físicos, sempre nos lembramos dos benefícios à saúde, tais como diminuição dos riscos de problemas cardíacos e melhora no condicionamento físico. Entretanto, estudos recentes têm demonstrado também o benefício dessas atividades no que diz respeito às funções cognitivas.

Segundo alguns estudos, os exercícios físicos melhoram a função cerebral, além de protegê-la. Por essa razão, os exercícios teriam papel importante na prevenção de problemas mentais, diminuindo os índices dessas enfermidades em pessoas ativas fisicamente. Além disso, alguns trabalhos também apontam que pessoas sedentárias apresentam um processamento cognitivo mais lento.

É importante destacar que os exercícios físicos são benéficos em qualquer fase da vida e nunca é tarde para iniciá-los. Algumas análises em idosos, por exemplo, descobriram uma alteração positiva no desempenho cognitivo desse grupo. Assim sendo, acredita-se que as atividades físicas possam ajudar a prevenir a demência nas idades mais avançadas da vida.

O tipo e a duração do exercício realizado exercem influência sobre os resultados cognitivos atingidos. Existem importantes indícios de que exercícios que provocam o aumento da capacidade aeróbia são os responsáveis pela melhora das funções cognitivas. Assim sendo, médicos recomendam atividades aeróbicas por pelo menos meia hora e três vezes por semana para evitar perda cognitiva.

Apesar de vários estudos sugerirem uma relação positiva entre exercícios físicos e a memória, muitos trabalhos apresentam dados conflitantes a respeito do tema. Entretanto, algumas funções dos exercícios já estão bem estabelecidas, como a contribuição para a integridade cerebrovascular e o aumento da oxigenação do cérebro, que são atividades que permitem uma melhor função cerebral.

Além dos exercícios físicos, outras medidas devem ser tomadas em prol da memória. Veja a seguir algumas dicas:

→ Proteja-se dos problemas cardiovasculares sempre mantendo a pressão arterial nos níveis adequados, controlando o diabetes e tendo uma alimentação balanceada.

→ Durma pelo menos oito horas por noite. É durante o sono que consolidamos nossa memória, além de permitir que fiquemos mais atentos quando acordados.

→ Evite o consumo de drogas e álcool, pois essas substâncias são capazes de diminuir nossa capacidade de guardar informações.

→ Mantenha-se ativo! É importante manter um ciclo de amizades e realizar atividades que estimulem o cérebro.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Relação entre exercícios físicos e a memória"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/relacao-entre-exercicios-fisicos-memoria.htm>. Acesso em 20 de setembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA