Topo
pesquisar

Peso Ideal

Saúde na Escola

PUBLICIDADE

Sempre estamos preocupados com nossos “quilinhos a mais”, cada vez mais o índice de pessoas com problemas de obesidade aumenta. Má alimentação, ingestão exagerada de alimentos enlatados, sanduíches oriundos dos famosos fast-foods são alguns fatores que contribuem para a elevação de tais casos. A obesidade provoca várias doenças, como hipertensão arterial, diabetes, problemas cardíacos, colesterol elevado, entre outras. Um agravante a mais são os vários tipos de remédios, alguns ilegais, que vendem com a propaganda de emagrecimento em curto prazo, esses remédios podem causar problemas sérios, levando a pessoa à morte.

Uma boa solução para obter e até mesmo manter o peso ideal é a atividade física, desde que acompanhada por profissionais competentes. Mas como saber se o nosso peso é o ideal? Os médicos realizam estes cálculos facilmente, um deles é o cálculo do IMC (Índice de Massa Corpórea), esse cálculo não define o peso ideal, mas classifica se a pessoa está abaixo, normal ou acima do peso de acordo com uma tabela de resultados obtidos dividindo o “peso” (Kg) da pessoa pelo resultado da altura x altura.
Para sabermos o “peso” ideal utilizamos a fórmula de Lorentz, que é dada através do “peso” em função da altura (h) dada em centímetros. Veja a fórmula:




Vamos calcular o “peso” ideal de um homem de 1,80m.
Sabemos que 1,80m equivale a 180 centímetros. Utilizando a formula de Lorentz:



O “peso” ideal de um homem que tem 1,80m de altura é 72,5 Kg.


Agora vamos estabelecer o “peso” ideal de uma mulher que mede 1,70m.
1,70 m corresponde a 170 centímetros.



O “peso” ideal de uma mulher que tem 1,70m de altura é 60 Kg.

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática

* Disponível em < http://brasilescola.uol.com.br/matematica/peso-ideal.htm >

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Marcos Noé Pedro da. "Peso Ideal"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/peso-ideal.htm>. Acesso em 08 de dezembro de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA