Topo
pesquisar

Cantinas Escolares Saudáveis

Saúde na Escola

As cantinas escolares saudáveis, além de trazerem benefícios para a saúde dos alunos, é também rentável para o dono, pois agrega valores e aumenta os lucros.
PUBLICIDADE

No dia 05 de setembro de 2012, o Ministério da Saúde, em parceria com a Federação Nacional das Escolas Particulares, lançou o Manual das Cantinas Escolares Saudáveis: promovendo a alimentação saudável  em Porto Alegre (RS) com o objetivo de incentivar as cantinas de escolas particulares a se transformarem em cantinas saudáveis, que vendem alimentos nutritivos e menos calóricos.

Conforme explanado no texto “Alimentação Saudável em Cantinas Escolares”, sabemos que isso é o melhor para a saúde das crianças. Mas, será que realmente vale a pena, em sentido financeiro, para os donos de tais estabelecimentos provocarem tal mudança?

Para chegarmos a uma conclusão sobre isso, vejamos os resultados obtidos em projetos similares:

Desde 2001, existe no Distrito Federal o projeto "A escola promovendo hábitos alimentares saudáveis", que visa promover a alimentação saudável no ambiente escolar. Esse projeto está vinculado ao Observatório de Segurança Alimentar e Nutrição da Universidade de Brasília, que tem como uma de suas linhas de pesquisa a promoção da alimentação saudável. Assim, esse Observatório realizou um estudo com crianças de 4ª a 7ª séries em uma das escolas participantes do projeto, na qual se transformou uma cantina normal em uma cantina saudável. O resultado da pesquisa mostrou que 98% dos alunos entrevistados gostaram do novo tipo de cantina e 33% dos alunos aumentaram o consumo de alimentos saudáveis depois das mudanças implantadas.

Os alunos são incentivados a comer alimentos saudáveis por meio de mudanças nas cantinas escolares

Outro estudo, feito pelo mesmo projeto, verificou que 66,7% das lanchonetes escolares que estimularam e ofereceram oportunidade de consumo de lanches saudáveis tiveram seu lucro aumentado entre 30% e 50%.

Portanto, a cantina saudável é sim um bom negócio!

Então, se você quer pôr em prática esse tipo de cantina, o “Manual das Cantinas Escolares Saudáveis: promovendo a alimentação saudável” será de grande ajuda. De forma bem resumida, algumas dicas dadas são:

  • Busque mais informações do que é uma alimentação saudável. Se possível, busque a assessoria de um nutricionista;
  • Informe seus funcionários sobre as mudanças e como cada um deve participar;
  • Entre em contato com a escola para mostrar a sua intenção. Mostre a importância para a saúde dos alunos desse projeto, mostre que é também uma vantagem, pois é algo que os pais desejam e estude com a escola uma maneira de comunicar aos pais sobre as mudanças desejadas na cantina;

O dono da cantina deve realizar reuniões com a escola para informar sobre a mudança para cantina saudável

  • Procure instituições como SEBRAE e SENAC para treinamento de higiene de seus funcionários, além de cursos de treinamento e aprimoramento contínuos.
  • A propaganda tem um grande poder de influência sobre qual alimento comprar, principalmente sobre as crianças e os adolescentes. Por isso, substitua as propagandas de alimentos industrializados, com muito açúcar ou calóricos, por cartazes com figuras e fotografias de alimentos saudáveis. Além disso, escreva frases estimulando a alimentação desses produtos. Fale também para os fornecedores de alimentos saudáveis colocarem suas propagandas em seu comércio. Mas, selecione os melhores para não causar poluição visual. Essas propagandas devem ser trocadas periodicamente;

A propaganda em cantinas induz os alunos a comerem os alimentos anunciados

  • Coloque os alimentos saudáveis mais à vista dos clientes e os menos saudáveis em locais com menor visibilidade;
  • Visite outras cantinas consideradas saudáveis e contate os seus donos para conseguir ideias que possam ser implantadas;
  • No ato da compra, converse de forma agradável com o cliente sobre a vantagem do alimento mais nutritivo.

Valorize os alimentos saudáveis em sua cantina


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Cantinas Escolares Saudáveis"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/cantinas-escolares-saudaveis.htm>. Acesso em 09 de dezembro de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA