Topo
pesquisar

Amnésia digital

Saúde na escola

A amnésia digital acontece porque a cada dia mais as pessoas acreditam que uma informação não precisa ser gravada na memória, pois está salva em algum dispositivo eletrônico.
O homem está cada vez menos preocupado com guardar informações em seu cérebro
O homem está cada vez menos preocupado com guardar informações em seu cérebro
PUBLICIDADE

No mundo cheio de informações em que vivemos, fica cada vez mais difícil lembrar-se de coisas relativamente simples, como o telefone do melhor amigo. Isso acontece porque os aparelhos celulares armazenam o número, assim, precisamos apenas de um toque para que o amigo seja chamado. Mas será que o uso dessas tecnologias afeta a memória dos humanos?

Uma pesquisa recente conduzida por uma empresa de cibersegurança do Reino Unido (Kaspersky Lab) revelou que o uso cada vez maior de tecnologias digitais está prejudicando ativamente a nossa capacidade de memorização. Segundo a pesquisa, as pessoas estão cada vez mais dependentes de equipamentos eletrônicos para armazenar informações.

Como constantemente o homem busca por informação em aparelhos eletrônicos, o cérebro “não se preocupa” em guardar informações. Isso faz com que não sejamos capazes de construir uma memória a longo prazo. Entretanto, muitas vezes, não estamos preocupados com esse fato, uma vez que acreditamos que as informações importantes estão armazenadas. Essa experiência é definida pelos especialistas como amnésia digital.

A pesquisa, que contou com a participação de seis mil adultos distribuídos por oito países da Europa, chegou à conclusão de que mais de um terço dos entrevistados preferiam pesquisar a informação em dispositivos eletrônicos em vez de consultar a nossa principal máquina de memória: o cérebro. Além disso, o estudo revelou que as pessoas conseguiam lembrar-se dos números de telefone da sua infância, mas se lembrar dos números atuais era um processo mais difícil.

Outro problema relatado pela pesquisa é que as memórias pessoais também estão guardadas em equipamentos eletrônicos. A maioria das fotos, por exemplo, encontra-se na memória do computador, por isso, os momentos registrados são mais facilmente esquecidos. Essas memórias, infelizmente, podem ser facilmente roubadas ou perdidas. Além disso, a mídia utilizada pode tornar-se ultrapassada, prejudicando a visualização de determinado registro.

Assim sendo, a pesquisa serve de alerta para as mudanças de hábitos e a estimulação constante do nosso cérebro. É importante salientar que o computador ou o smartphone não pode substituir a nossa memória e que as informações importantes neles contidas podem ser perdidas em fração de segundos. Além disso, no que diz respeito às memórias pessoais, é fundamental que as experiências vividas sejam mais bem aproveitadas e deixem de ser apenas um arquivo de computador.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Amnésia digital"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/amnesia-digital.htm>. Acesso em 18 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA