Topo
pesquisar

Alimentação Saudável em Cantinas Escolares

Saúde na escola

No dia 05 de setembro de 2012, o Ministério da Saúde lançou o “Manual das Cantinas Escolares Saudáveis: promovendo a alimentação saudável”.
Geralmente, as cantinas escolares oferecem mais opções de alimentos industrializados mais calóricos do que alimentos naturais nutritivos
Geralmente, as cantinas escolares oferecem mais opções de alimentos industrializados mais calóricos do que alimentos naturais nutritivos
PUBLICIDADE

As crianças e os adolescentes precisam de muita energia para realizar as atividades do cotidiano, incluindo ter um bom rendimento nos estudos. Por isso, é muito importante se alimentar bem e ingerir nutrientes como carboidratos, proteínas, lipídios, sais minerais e vitaminas. Entretanto, o consumo exagerado de determinados nutrientes pode ser algo danoso ao nosso organismo. Por exemplo, comer carboidratos e açúcares em excesso pode levar ao desenvolvimento de obesidade e diabetes.

Esse é um risco que está crescendo cada vez mais, pois segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 1 bilhão de pessoas no mundo estão acima do peso. Doenças que antes eram consideradas de adultos tais como colesterol alto, pressão alta, diabetes e doenças do coração são problemas que muitas crianças e adolescentes atualmente têm apresentado.

Infelizmente, o Brasil não fica fora desse índice alarmante, pois uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2004 indicou que existem mais de 38 milhões de brasileiros acima do peso. Um estudo publicado pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, Sbem, mostrou que 15% das crianças no país são obesas, sendo que algumas cidades apresentam 30% ou mais de crianças e adolescentes acima do peso (RG Nutri, 2006).

A obesidade infantil é um problema grave

Esses problemas estão diretamente ligados com os hábitos alimentares da maioria dos jovens. Esses hábitos se iniciam em casa, mas têm como segundo ponto de referência as escolas, mais especificamente, as cantinas das escolas. No início do ano, o Ministério da Saúde promoveu A Semana de Mobilização Saúde na Escola (de 05 a 09 de março de 2012), uma campanha que visava promover modos de vida e alimentação adequada e saudável para os jovens de 22 mil escolas públicas do país.

Agora é a vez das escolas particulares, pois no dia 5 de setembro de 2012, o Ministério da Saúde lançou em Porto Alegre (RS) o Manual das Cantinas Escolares Saudáveis: promovendo a alimentação saudável, que tem como principal objetivo incentivar as escolas particulares a enfrentar a obesidade infanto-juvenil por estabelecerem cantinas que ofereçam alimentos mais nutritivos e menos calóricos aos jovens.

Atualmente, as cantinas escolares oferecem alimentos ricos em açúcar, sódio e gorduras, tais como salgadinhos, refrigerantes, salgados, biscoitos recheados, sorvetes, refrescos e outros alimentos industrializados. Alternativas mais saudáveis, tais como frutas e sucos naturais, quase não são opção.

As cantinas escolares são incentivadas a promover uma alimentação saudável

Assim, esse manual é um guia que contém informações que servirão para os donos de cantinas em escolas particulares que querem transformar seu comércio num local que promove alimentação saudável. Nele é explicado o que é uma alimentação saudável, conceitos sobre nutrição, normas de higiene dos alimentos e como manter a cantina dessa forma.

Veja também algumas dicas resumidas de como implementar esse tipo de cantina e porque não é um mau negócio em sentido financeiro lendo o texto “Cantinas Escolares Saudáveis”.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Alimentação Saudável em Cantinas Escolares"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/alimentacao-saudavel-cantinas-escolares.htm>. Acesso em 18 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA