Topo
pesquisar

O que é tautologia?

Redação

Quando o assunto é a linguagem, a tautologia também pode ser denominada como pleonasmo vicioso. Por se tratar de um excesso linguístico, deve ser evitada nos textos escritos.
“Encarar de frente”, “repetir eternamente”, “descer para baixo” e “prevenir antecipadamente” são alguns dos inúmeros exemplos de tautologia
“Encarar de frente”, “repetir eternamente”, “descer para baixo” e “prevenir antecipadamente” são alguns dos inúmeros exemplos de tautologia
PUBLICIDADE

Você sabe o que é tautologia?

Conforme definições do dicionário Michaelis, tautologia é 1. um vício de linguagem que consiste em repetir o mesmo pensamento com palavras sinônimas; 2. Erro que apresenta, como progresso do pensamento, uma repetição em termos diferentes. De origem grega (tautos exprime a ideia de mesmo, de idêntico, e logos significa assunto), o termo tautologia é outra denominação para o temido pleonasmo vicioso – temido porque é um efeito indesejado em qualquer redação. Se você acha que nunca usou e abusou da tautologia (mesmo porque até hoje você nunca tinha sequer ouvido falar nisso), prepare-se para encarar de frente a realidade.

A tautologia, caracterizada pela repetição de um pensamento anteriormente expresso por meio de palavras diferentes, geralmente acontece porque desconhecemos o verdadeiro significado dos termos empregados. Esse desconhecimento é responsável por provocar a redundância (outro nome utilizado para fazer referência ao pleonasmo vicioso) e também passar a sensação desagradável de que o autor está tentando cometer um “estelionato” intelectual. Quando percebe que o texto não progride em razão da falácia e repetição, o leitor sente-se enganado, e como provar que esse “recurso” é fruto da falta de atenção e não da “esperteza” linguística de quem acha que falando mais (e mais difícil) conseguirá maior atenção daquele que lê? Difícil, não é mesmo?

Para evitar mal-entendidos, nada melhor do que ficar atento na hora de escrever seu texto. Lembre-se de que o princípio da não tautologia é um dos quesitos obrigatórios para quem quer construir um texto coerente e coeso, afinal de contas, ficar repetindo eternamente a mesma coisa não contribui em nada para uma boa redação. Veja agora uma listinha com algumas “preciosidades” tautológicas que você precisa abolir da modalidade escrita:

A partir de agora

Certeza absoluta

Acabamento final

Completamente vazio

Criação nova

Demasiadamente excessivo

Abertura inaugural

Subir para cima

Entrar pra dentro

Descer para baixo

Sair para fora

Compartilhar conosco

Elo de ligação

Expressamente proibido

Estrelas do céu

Metades iguais

Exceder em muito

Fato real

Frequentar constantemente

Escolha opcional

Ganhar grátis

Ufa! São tantas as ocorrências que não caberiam em um único artigo! Somos extremamente criativos quando o assunto é tautologia, exemplos não faltam para ilustrar o caso. Além dos pleonasmos listados acima, existem outros que são mais difíceis de serem identificados. São expressões que estão enraizadas em nosso vocabulário, palavras que até parecem o par perfeito, tamanha sintonia! Observe:

Há anos atrás

Principal protagonista

Monopólio exclusivo

Preparar de antemão

Manusear com as mãos

Breve alocução

Proseguir adiante

Prever antes

Falso boato

Prevenir antecipadamente

Vereador da cidade

A razão é por que

Sintomas indicativos

A seu critério pessoal

Possivelmente poderá acontecer

Continua a permanecer

A última versão definitiva

Detalhes minuciosos

Vale lembrar que a tautologia está presente em diversos campos de estudo: na filosofia e até mesmo na lógica. Contudo, é no campo da linguagem que estão concentradas as dúvidas mais frequentes relacionadas com o assunto. Na linguagem informal, não há problema algum em ser tautológico, mesmo porque já sabemos que na oralidade não existe certo ou errado, mas sim o mais adequado de acordo com o contexto comunicacional. No entanto, nos textos escritos, especialmente naqueles cuja intenção do autor é adequar a linguagem à norma culta da língua, a tautologia não é bem-vinda, pois compromete a objetividade e a clareza textual. Fique atento e evite-a! Bons estudos!


Por Luana Castro
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PEREZ, Luana Castro Alves. "O que é tautologia?"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/redacao/o-que-tautologia.htm>. Acesso em 12 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA