Topo
pesquisar

Poluentes atmosféricos e seus efeitos no organismo

Química

PUBLICIDADE

Um assunto atual e popular e ao mesmo tempo preocupante se chama “Poluição atmosférica”. Se você se acha uma pessoa informada, mas conhece apenas o CO2 como vilão da história, está na hora de se atualizar sobre os principais poluentes atmosféricos e seus efeitos no organismo.

O CO2 (dióxido de carbono) ficou mais conhecido entre os poluentes por ser aquele que leva a mais danos em nossa saúde e mesmo assim sua emissão aumenta a cada dia mais. É proveniente da queima incompleta de combustíveis usados em veículos automotivos, quando atinge a atmosfera adquire a forma de CO (monóxido de carbono), esta forma é responsável por problemas respiratórios e pode afetar nosso sistema cardiovascular.

O CO é liberado também em processos industriais e na fumaça de cigarro. Estudos comprovam que nestes casos, o efeito cumulativo está associado a hemorragias, náuseas, diarreias, pneumonia, perda de memória e outros males.

Outro poluente perigoso é o dióxido de Nitrogênio (NO2), este gás é liberado no ambiente pelas Centrais termoelétricas, e está relacionado com problemas respiratórios. Nestas centrais são queimados combustíveis fósseis para gerar energia, como por exemplo, petróleo, gás natural ou carvão, todos estes são poluentes em potencial.

O dióxido de Enxofre (SO2) é emitido também pelo processamento em Centrais termoelétricas, e está envolvido em problemas cardiovasculares.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves De. "Poluentes atmosféricos e seus efeitos no organismo"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/poluentes-atmosfericos-seus-efeitos-no-organismo.htm>. Acesso em 24 de julho de 2016.

Entre as formas de energia limpa, temos a eólica, a solar e os biocombustíveis
Química Energia Limpa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA