Topo
pesquisar

Kevlar: polímero à prova de bala

Química

PUBLICIDADE

Por que os coletes à prova de bala são tão resistentes? Qual material é capaz de resistir a uma bala de revólver? Essas são as dúvidas que esclareceremos agora.

O cientista americano Stephanie Kwolek, no ano de 1965, na busca por um material com a resistência térmica do amianto e a rigidez da fibra de vidro, acabou por descobrir um novo polímero. Como se sabe, as balas são feitas de aço, e a velocidade que elas atingem ao serem lançadas torna-as fatais. O Kevlar surgiu para mudar essa história: com a chegada dos coletes à prova de bala, o aço que era imbatível tornou-se frágil.

  • Características do Kevlar: insolúvel, imune à ataque químico, resistente ao fogo, flexível e leve.


E não é só em coletes que se aplica o material Kevlar, ele é usado também em revestimentos para motores de aviões para evitar que uma eventual explosão na turbina danifique-os.

  • Composição do Kevlar: longas cadeias de anel benzeno interconectadas com grupos amida. O que o torna um polímero altamente resistente é a estrutura organizada da cadeia. As forças atrativas entre as moléculas permitem que elas se alinhem em camadas rígidas uma em cima da outra. Toda essa organização estrutural permite que o Kevlar obtenha resistência cinco vezes maior do que a do aço, ou seja, é bem mais forte.

 

  • Mais aplicações do Kevlar: Quando se adicionam fibras a esse polímero, ele se torna mais resistente e, então, pode ser usado para a confecção de escudos militares, raquetes de tênis, roupas espaciais, em carros de corrida de Fórmula Um, entre outras aplicações.


O Kevlar destacou-se mesmo por proporcionar maior segurança aos policiais. Agora você já sabe de que é feito o colete que permite combater o crime sem maiores riscos.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves De. "Kevlar: polímero à prova de bala "; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/polimero-prova-bala.htm>. Acesso em 29 de abril de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA