Topo
pesquisar

Origem da Tabela Periódica

Química

A origem da Tabela Periódica remonta ao século XIX e teve a participação de grandes cientistas, cujo objetivo principal era identificar, prever e utilizar suas características.
PUBLICIDADE

A origem da Tabela Periódica ocorreu no início século XIX, por volta do ano de 1829, quando os químicos da época decidiram propor formas de organização dos elementos químicos conhecidos até então.

No início do século XIX, os químicos possuíam conhecimentos sobre diversas características (densidade, massa atômica, reatividade, ponto de fusão, ponto de ebulição, estado físico) de trinta elementos químicos. Esses conhecimentos serviram de ponto de partida para a origem da Tabela Periódica.

Ao longo de 200 anos, vários foram os químicos que procuraram propor formas de organizar os elementos químicos, ou seja, a Tabela Periódica que conhecemos hoje, na verdade, teve várias origens, já que ao longo da história muitas tentativas foram realizadas.

Veja alguns dos químicos que se destacaram na tentativa de organizar os elementos em uma tabela.

Tríades de Dobereiner

Ilustração de Johann Wolfgang Dobereiner *
Ilustração de Johann Wolfgang Dobereiner *

No ano de 1829, o químico alemão Johann Wolfgang Dobereiner organizou a primeira Tabela Periódica da história. Ela apresentava os trinta elementos químicos conhecidos até então e foi batizada por ele de tríades de Dobereiner.

A tabela periódica de Dobereiner foi denominada de tríade porque os elementos foram organizados em grupos de 3. Cada grupo apresentava elementos que possuíam características químicas semelhantes.

Representação de uma tríade de Dobereiner
Representação de uma tríade de Dobereiner

Um fato interessante em relação às tríades de Dobereiner é que a massa atômica do elemento central da tríade era exatamente a resultante da média aritmética entre as massas atômicas dos outros dois elementos da tríade.

Parafuso telúrico de Alexandre de Chancourtois

No ano de 1862, o geólogo e mineralogista francês Alexandre de Chancourtois resolveu propor uma organização dos elementos químicos conhecidos na época para facilitar a aplicação deles na mineralogia. A tabela de Chancourtois foi denominada de parafuso telúrico.

Representação do parafuso telúrico de Chancourtois
Representação do parafuso telúrico de Chancourtois

Chancourtois distribuiu os elementos (pontos escuros na imagem) químicos em ordem crescente de massa atômica ao longo de uma faixa espiral existente em um cilindro. Com essa organização, Chancourtois observou que os elementos posicionados na mesma linha vertical apresentavam propriedades químicas semelhantes.

Lei das Oitavas

Lei das oitavas foi o nome proposto pelo químico inglês J.A.R. Newlands, no ano de 1865, à Tabela Periódica. Pelo fato de Newlands também ser músico, ele montou a tabela de acordo com as notas musicais (dó, lá, ré, mi, fá, sol, lá, si).

Newlands organizou os 61 elementos químicos conhecidos na época em ordem crescente de massa atômica e colocou-os em colunas verticais. Cada uma das colunas verticais possuía sete elementos.

Representação de duas oitavas de Newlands
Representação de duas oitavas de Newlands

Newlands observou que os elementos químicos presentes em uma mesma linha horizontal de oitavas diferentes apresentavam propriedades químicas semelhantes. Assim, o primeiro elemento de uma oitava apresentava propriedades semelhantes ao primeiro elemento da outra oitava e assim sucessivamente.

Tabela periódica de Mendeleev

Ilustração do químico Mendeleev **
Ilustração do químico Mendeleev **

Mendeleev, durante seus trabalhos com os elementos químicos, tinha o hábito de anotar as propriedades de cada um deles em fichas. Em um dado momento, no ano de 1869, ele resolveu colocar essas fichas em ordem crescente de massa atômica.

Logo após organizar os elementos em ordem crescente de massa atômica, Mendeleev manteve o padrão, mas posicionou os elementos em colunas horizontais e verticais, respeitando as características e semelhanças dos elementos.

Tabela periódica de Moseley

No ano de 1913, o químico inglês Henry Moseley, a partir da tabela proposta por Mendeleev, montou a tabela periódica nos padrões que conhecemos até os dias de hoje.

Diferentemente de Mendeleev, Moseley organizou os elementos em ordem crescente de número atômico, manteve a organização em colunas horizontais e verticais, mas posicionou os elementos de mesmas características químicas nas mesmas colunas verticais.

Tabela periódica atual

Após 1913, a Tabela Periódica proposta por Moseley não sofreu nenhuma grande modificação, na verdade, passou por algumas atualizações, já que alguns elementos químicos foram descobertos.

Comparando-a com a tabela atual, a tabela de Moseley não apresentava, por exemplo, os elementos químicos de números atômicos entre 110 e 118. Além disso, a série dos actinídeos estava localizada acima da série dos lantanídeos.

A última atualização realizada na Tabela Periódica foi no ano de 2016, quando os elementos 113, 115, 117 e 118 passaram a fazer parte oficialmente dela.

* Crédito da imagem: Yangchao/ shutterstock.Inc
** Crédito da imagem: Olga Popova/ shutterstock.Inc


Por Me. Diogo Lopes Dias

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "Origem da Tabela Periódica"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/origem-tabela-periodica.htm>. Acesso em 27 de maio de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA