Topo
pesquisar

Metanfetamina

Química

A metanfetamina, droga facilmente sintetizada em laboratórios caseiros, produz diversos danos fisiológicos em seus usuários.
A produção de metanfetamina é realizada em laboratórios clandestinos
A produção de metanfetamina é realizada em laboratórios clandestinos
PUBLICIDADE

Há muito tempo, o consumo de drogas é realizado pela humanidade para aumentar a sensação de prazer e diminuir o desconforto e o sofrimento. Para tanto, a utilização dessas substâncias deve-se a sua capacidade de modificar o funcionamento do sistema nervoso. E com a metanfetamina não é diferente.

A metanfetamina é uma droga psicoativa, isto é, atua diretamente no sistema nervoso central, sintética e presente na sociedade há um bom tempo, ainda que seu nome tenha se difundido a partir da famosa série norte-americana Breaking Bad.

Vale ressaltar que o abuso de substâncias psicoativas tem sido alvo de preocupação na sociedade por causa de sua íntima relação com aumento da criminalidade, acidentes automotivos, comportamentos antissociais e evasão escolar. Além disso, seus efeitos não atingem apenas o usuário, mas também a sua família e a sociedade como um todo.

Independentemente do que se pense sobre a vontade de cada ser humano em relação à própria vida, é importante informar as pessoas sobre os efeitos tóxicos e os riscos provocados pela utilização de drogas como a metanfetamina, mesmo que essas substâncias produzam sensações euforizantes. 

Formas de apresentação da metanfetamina

A metanfetamina é apresentada como um pó branco, cristalino, inodoro e com sabor amargo e é facilmente solúvel em água ou associações alcoólicas. Essa droga pode ser administrada por vias distintas: inalada, fumada, injetada ou ingerida. Porém, em algumas dessas formas, os usuários reclamavam do menor potencial de seus efeitos, principalmente quando ingerida.


A metanfetamina pode ser utilizada na forma injetável

Com o passar do tempo, a metanfetamina passou a ser preparada com ácido clorídrico, fazendo surgir uma variante dela, denominada cloridrato de metanfetamina, que é uma substância com maior potencial de efeito e dependência.

O cloridrato de metanfetamina recebe várias denominações entre os usuários, como “ice”, “speed”, “cristal”, “cranck”, “meth”, “crystal meth”, “Tina”, “Christine” e “Yaba”. Essa variação da droga é consumida de forma semelhante ao crack, ou seja, por meio de cachimbos caseiros para a inalação dos vapores da droga.


Ice
, speed e Meth são algumas das formas pelas quais é conhecido o cloridrato de metanfetamina
 

Síntese da metanfetamina

Por se tratar de uma droga sintética, a metanfetamina é desenvolvida em laboratório e tem como precursores os medicamentos utilizados para gripes e resfriados, nos quais está presente a substância efedrina. A seguir, veja as etapas de produção da metanfetamina:

  • 1º Reação de redução da efedrina em metanfetamina, utilizando ácido iodídrico (HI) e fósforo vermelho. Essa reação produz a metanfetamina, que é lipossolúvel e volátil;

  • 2º Formação do sal cloridrato de metanfetamina pela adição de ácido clorídrico à metanfetamina obtida pela passo anterior.

  • 3º Adiciona-se o cloridrato de metanfetamina lentamente à água e eleva-se a temperatura até aproximadamente 100 °C, formando uma solução supersaturada.

  • 4º Essa solução supersaturada é, então, resfriada, o que resulta na precipitação dos cristais de metanfetamina.


Efeitos psicoativos da metanfetamina

Os efeitos que a metanfetamina produz logo após a sua utilização são:

  • Euforia intensa;

  • Elevado estado de alerta;

  • Elevação da autoestima;

  • Aumento da energia;

  • Aumento da libido;

  • Aumento do prazer sexual;

  • Diminuição do cansaço;

  • Diminuição da necessidade de dormir;

  • Diminuição do apetite.

Obs.: Esses efeitos podem estender-se por até 12 horas depois do uso da droga.

Efeitos tóxicos provocados pelo uso da metanfetamina

Após o período de 12 horas, em que se observam os efeitos citados anteriormente, a metanfetamina pode provocar no indivíduo diversos efeitos tóxicos, como:

  • Tremores;

  • Midríase;

  • Palpitações;

  • Sudorese;

  • Hipertensão;

  • Arritmias cardíacas;

  • Assistolia;

  • Colapso cardiovascular;

  • Edema pulmonar;

  • Coagulação intravascular disseminada;

  • Insuficiência renal aguda;

  • Hepatotoxicidade;

  • Surtos psicóticos;

  • Distúrbios do humor;

  • Estado alucinatório;

  • Comportamento violento;

  • Depressão;

  • Acidente vascular cerebral isquêmico e hemorrágico.

Obs.: As principais causas desses efeitos tóxicos são o desenvolvimento de dependência e overdose, muitas vezes, induzidas pela tolerância que leva o dependente de metanfetamina a aumentar a frequência e a dose ingerida para conseguir reproduzir a intensidade dos efeitos obtidos na primeira utilização da droga.

O uso crônico da metanfetamina pode causar alterações neuronais irreversíveis, as quais resultam em sintomas neurológicos e psiquiátricos por causa da depleção (redução) de dopamina. Esse efeito leva a uma psicose, com sintomas semelhantes aos de esquizofrenia, associada a quadros de confusão, delírios e comportamento agressivo. Além disso, mudanças na aparência física de usuários de metanfetamina produzem um efeito de envelhecimento em longo prazo.

Por Me. Diogo Lopes

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "Metanfetamina"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/metanfetamina.htm>. Acesso em 16 de dezembro de 2017.

O teste do bafômetro é classificado como inconstitucional por alguns juristas
Química Lei Seca
A maconha tem sua origem na Índia
Drogas Maconha
Anfetaminas: drogas usadas principalmente em regimes de emagrecimento e como estimulante
Drogas Anfetaminas
Cerca de 30% dos usuários de crak perdem a vida em um prazo de cinco anos
Drogas Crack
A nicotina é um dos principais componentes do cigarro e é a grande causadora da dependência do fumo
Química Nicotina
A heroína causa dependência física e psíquica
Drogas Heroína
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA