Topo
pesquisar

Materiais que não são recicláveis

Química

Existem alguns materiais não recicláveis que não podem ser colocados junto aos recicláveis, tais como papeis higiênicos, cerâmica, porcelana, lâmpadas, entre outros.
Você está realizando a coleta seletiva de forma correta?
Você está realizando a coleta seletiva de forma correta?
PUBLICIDADE

A reciclagem é uma alternativa muito eficaz para a diminuição do problema do lixo. Para tal, é preciso fazer primeiramente a coleta seletiva em casa, separando, limpando e encaminhando os materiais recicláveis para centros de triagem, onde são lavados e passam por vários processos para serem usados como matéria-prima na formação de outros bens de consumo.

O meio ambiente é poupado tanto de um volume maior de lixo como também os seus recursos são poupados, visto que não será necessário extrair matéria-prima virgem para produzir o produto que foi fabricado por meio da reciclagem. Sem contar os gastos econômicos envolvendo principalmente a energia elétrica e o uso de outros combustíveis que são bem menores quando se realiza a reciclagem.

Quem já desenvolveu o costume de realizar a coleta seletiva está realmente de parabéns! No entanto, será que você está separando os materiais corretamente? Afinal de contas, existem alguns que não podem ser separados, pois não são recicláveis ou porque, no Brasil, ainda não foi desenvolvida nenhuma técnica para tal. Além do mais, colocar materiais não recicláveis junto aos recicláveis pode estragá-los ou contaminá-los, além de quebrar a máquina que é usada para processar o material.

A seguir é apresentada a imagem das lixeiras usadas para coleta seletiva, sendo que também pode ser utilizada uma lixeira branca ou cinza para o lixo comum. É necessário haver uma lixeira destinada ao lixo orgânico, como restos e cascas de frutas e verduras, para que ele também passe por um processo de compostagem e seja transformado em adubo. No entanto, existem também alguns materiais orgânicos que não podem ser reciclados dessa forma, tais como óleo de cozinha, restos de carne, peixes, gordura, queijo, plantas doentes, ervas daninhas, couro, borracha, tecidos, fezes de animais domésticos, fraldas sujas e cinzas.

Nas lixeiras abaixo, somente os respectivos materiais recicláveis, limpos e secos, devem ser colocados:

Lixeiras de coleta seletiva destinadas a materiais recicláveis

Na tabela a seguir, são considerados, entre essas quatro categorias (vidro, metal, papel e plástico), quais não podem ser colocados nessas lixeiras, pois não são recicláveis:

Materiais não recicláveis que podem atrapalhar o processo de reciclagem

Alguns materiais alistados são recicláveis, porém, devem ser colocados à parte dos demais, em lixos destinados somente para eles, como as pilhas, baterias e lâmpadas fluorescentes. Esses produtos não podem ser descartados no lixo comum, pois contêm metais pesados que podem contaminar o meio ambiente.

O isopor é um polímero que pode ser reciclado, mas são poucas as empresas de coletagem que trabalham com esse processo.

Outro passo fundamental que todo consumidor pode fazer é olhar na embalagem do produto que está comprando se há o símbolo de reciclagem e dar preferência aos que tiverem.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Materiais que não são recicláveis"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/materiais-que-nao-sao-reciclaveis.htm>. Acesso em 24 de setembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA