Topo
pesquisar

Lei de Ostwald

Química

PUBLICIDADE

No final do século XIX, o químico russo-germânico Friedrich Wilhelm Ostwald (1853-1932), deduziu uma equação matemática que relacionava a constante de ionização, o nível de concentração em mol/L e o grau de ionização para monoácidos e monobases.

Exemplo da expressão matemática exposta por Ostwald:

Se relacionarmos um ácido à água, iremos relacionar o número de mol adicionado com o número de mol ionizado através da equação:

α = nº de mol ionizado
nº de mol iniciais (n)

nº de mol ionizado = α . n
α = grau de ionização

Quando a diluição de um solvente é feita a um eletrólito fraco ou moderado, o grau de ionização ou dissociação aumenta tendendo a 100%.

Ki = m . α2 → Ki = m . α2
          1-2

Ki = constante de ionização, sendo assim, quanto menor for o m (concentração molar) maior será o grau de ionização (α), ou seja, quanto mais diluída a solução maior será o α.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Físico-Química - Química - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Lei de Ostwald"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/lei-ostwald.htm>. Acesso em 18 de dezembro de 2017.

Questão 1

(ITA-SP) Em uma solução aquosa 0,100 mol/L de um ácido monocarboxílico, a 25ºC, o ácido está 3,7% dissociado após o equilíbrio ter sido atingido. Assinale a opção que contém o valor correto da constante de dissociação desse ácido nessa temperatura.

a) 1,4

b) 1,4 x 10-3

c) 1,4 x 10-4

d) 3,7 x 10-2

e) 3,7 x 10-4

Ver resposta
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA