Topo
pesquisar

Escova Progressiva com uso de Formol

Química

PUBLICIDADE

Muitas pessoas, na busca por cabelos permanentemente lisos, acabam realizando a chamada escova progressiva com formol. No entanto, este método usado por muitos cabeleireiros pode causar sérios danos não só ao cabelo, mas gera muitos riscos também à saúde do profissional e do cliente.

 É por isso que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu o uso de Formol neste tratamento capilar. Para entendermos a seriedade desta questão, vejamos a estrutura química do formol e as consequências de seu uso.

O formol, também conhecido como formaldeído, é um composto orgânico pertencente ao grupo dos aldeídos. Sua fórmula molecular é CH2O e sua nomenclatura oficial é metanal. Sua principal utilização é como conservante de cadáveres e peças de cadáveres, mas também é usado como preservador na borracha, adesivos, gelatinas e sucos, produção de alguns produtos químicos, confecção de seda artificial, vidros, espelhos, corantes e explosivos.

Fórmula estrutural do Formol (Metanal)          
Fórmula estrutural do Formol (Metanal)

O seu uso como matéria-prima de conservantes de cosméticos é liberada com o limite máximo de 0,2% e como endurecedor de unhas com o limite de 5%. No entanto, para atuar como alisante, a sua concentração aumenta para 37%; uma concentração realmente muito elevada, já que em contato com o calor do secador, este aldeído libera vapores com odor penetrante e irritante. Se forem inalados podem causar intoxicação aguda, irritação para pele, olhos, narina, trato respiratório e mucosa. Além disso, a OMS (Organização Mundial da Saúde) considera este composto como cancerígeno.

Até mesmo o cabelo que deveria ser o principal beneficiado com este tratamento é muito prejudicado. O formol destrói as moléculas que formam o fio, criando uma capa que encobre os estragos internos. Além da quebra e ressecamento dos fios, a oleosidade do couro cabeludo aumenta, pois esta “capa” não permite que o óleo natural dos cabelos escorra pelos fios.

Assim, lembre-se: o dinheiro a ser ganho ou o cabelo liso apenas provisoriamente não vale a pena quando comparados com os malefícios causados por este processo.

Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Escova Progressiva com uso de Formol"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/escova-progressiva-com-uso-formol.htm>. Acesso em 06 de fevereiro de 2016.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Neia Marquessábado | 14/11/2015 00:42Hs
    Vixe!!! Sempre tive bonitos cabelos, porém muito cheio e muito cabelos..fiz pela primeira vez há uns 6 anos .. de lá para cá! de 3 em 4 meses.,fazia!! pela praticidade que o cabelo liso nos dá!! Hoje lendo isso.. Nunca mais. .
  • Tatiane Silva Andre de M. Ferreiradomingo | 06/09/2015 00:21Hs
    Parabéns pela explicação . tirei toda minha duvida
  • Júnior Menezesterça-feira | 03/03/2015 15:17Hs
    Muito boa a explicação, e seria ótimo todas que usam cair o cabelo, ai depois vai chorar pedindo quem assumir.
  • Celiciadomingo | 24/08/2014 20:54Hs
    Achei muito interessante a explicação e ficarei mais atenta na composição dos produtos a qual adquirir, pois devemos ter mais cuidados com a nossa saúde.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA