Topo
pesquisar

Bomba Atômica

Química

Idealizada como armamento no final da década de 1930, a bomba atômica foi transformada em uma grande ameaça para a humanidade.
Bomba atômica, uma ameaça mundial
Bomba atômica, uma ameaça mundial
PUBLICIDADE

A bomba atômica é uma arma explosiva cuja energia deriva de uma reação nuclear, por isso também é denominada de bomba nuclear. Ela tem um poder destrutivo imenso, e, para ter uma ideia dessa potência, basta citar que é capaz de destruir totalmente grandes cidades.

Na história, há relatos de duas situações nas quais as bombas atômicas foram utilizadas e causaram estragos irreversíveis. Durante a Segunda Guerra Mundial, essas armas foram lançadas pelos Estados Unidos sobre o Japão, nas cidades de Hiroshima e Nagasaki. O poder de destruição dessas bombas foi imenso, causando quase 200 mil mortes. Esse episódio iniciou a Era Nuclear.

História da bomba

Tudo começou quando Einstein, em 1939, admitiu que poderia ser viável a construção de uma bomba atômica. No início da década de 1940, essa ideia começou a ser difundida, o que foi uma oportunidade para dezenas de cientistas europeus, fugindo do nazismo e do fascismo, encontrarem refúgio nos Estados Unidos. Um desses cientistas era o físico italiano Enrico Fermi, que, em 1942, juntamente com sua equipe, produziu uma reação atômica em cadeia.

As teorias de Einstein começavam a entrar em prática, mas muitos já temiam o mais provável: que a bomba pudesse causar grandes estragos, pois era impossível determinar e controlar o impacto de uma explosão dessa natureza.

No ano de 1945, a equipe liderada por J. Robert Oppenheimer construiu uma bomba de fissão nuclear. Os primeiros testes ocorreram na manhã de 16 de julho de 1945, no deserto do Novo México. Posteriormente, foi inventada a bomba de hidrogênio, testada em Bikini e chamada de bomba H, a qual se revelou cinco vezes mais destruidora do que todas as bombas convencionais usadas durante a Segunda Guerra Mundial.

Tragédia humana

De lá pra cá, as bombas nucleares já foram usadas centenas de vezes em testes nucleares por vários países do mundo. Atualmente, as maiores potências mundiais buscam o chamado poder bélico, que consiste na aquisição das técnicas de destruição mais eficazes e precisas. Nações que possuem tal poder são mais respeitadas no âmbito político.

O idealizador da bomba atômica, Einstein, tomando consciência da tragédia provocada por suas teorias, proferiu a seguinte frase: “Tudo havia mudado...menos o espírito humano”.
 

Por Líria Alves
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Bomba Atômica"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/bomba-atomica.htm>. Acesso em 23 de outubro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA