Topo
pesquisar

Acidentes nucleares históricos

Química

Mortes causadas por material radioativo
Mortes causadas por material radioativo
PUBLICIDADE

Sem sombra de dúvidas, com base no número de mortes e as sequelas deixadas pelo contato direto ou indireto com material radioativo, os acidentes nucleares são os piores. Esse tipo de acidente pode matar milhares de pessoas de uma só vez ou no decorrer de anos posteriores a um vazamento de lixo nuclear.

Na história, temos relatos de dois grandes acidentes nucleares, um nos Estados Unidos e outro na Ucrânia. Ambos tiveram grande repercussão em virtude do número de vítimas.

Nos Estados Unidos, mais precisamente na Pensilvânia, na central nuclear de Three Mile Island, ocorreu um grave acidente no ano de 1979. Em decorrência de um erro operacional e falha do equipamento, o núcleo do reator se resfriou. A consequência veio na forma de uma fusão parcial e vazão de pequena quantidade de gás radioativo. Esse acidente não fez vítimas.

Infelizmente, em Chernobyl, na Ucrânia, outro acidente nuclear fez inúmeras vítimas, ocorrido em 1986. Desta vez, o núcleo do reator se rompeu em virtude de um superaquecimento, e imagine só o resultado!

Duas explosões e um incêndio de grandes proporções. Os resíduos nucleares (na forma de fumaça) espalharam-se pela Ásia e Europa. A área ficou tomada de material radioativo, e os habitantes já sentiram de imediato as consequências. Algumas pessoas vieram a óbito e outras ficaram com sequelas, uma delas é o câncer de tireoide que, após o acidente, teve um aumento significativo na região.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Acidentes nucleares históricos"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/acidentes-nucleares-historicos.htm>. Acesso em 17 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA