Topo
pesquisar

A química do querosene

Química

Muito utilizado em aviões, o querosene apresenta em sua composição química hidrocarbonetos derivados do naftaleno e do fenantreno.
As turbinas dos aviões a jato são movidos a querosene
As turbinas dos aviões a jato são movidos a querosene
PUBLICIDADE

O querosene é um conhecido líquido derivado do petróleo, principalmente porque é o combustível utilizado em aviões. A partir de 1800, o querosene começou a ser usado em lamparinas. Nos dias atuais, existem diversas formas de iluminar um local, como um acampamento, mas o querosene ainda é usado para esse fim.

                                                                                                Modelo de lamparina utilizada para iluminação

A utilização desse líquido no dia a dia resume-se, muitas vezes, a dissolver um componente apolar, ainda mais levando em consideração seu odor desagradável.

Neste texto, nosso objetivo é tratar sobre as particularidades e, principalmente, sobre a química do querosene.

Método de obtenção

O método de obtenção do querosene é físico, com a utilização do petróleo, no processo de separação de misturas denominado destilação fracionada. Como o petróleo é uma mistura homogênea formada por diversos líquidos, essa é uma forma possível de separá-los.

O querosene é obtido quando, na destilação do petróleo, os termômetros marcam temperaturas em torno de 150 °C e 300 °C. Essa temperatura é intermediária em relação à obtenção dos líquidos gasolina e óleo diesel.


Desenho esquemático da torre de destilação do petróleo

A química do querosene

Por ser um dos componentes do petróleo, e este ser uma mistura de hidrocarbonetos, o querosene também tem essa composição, entretanto, é formado por hidrocarbonetos que apresentam de 9 a 13 carbonos, a maioria aromática, derivados do naftaleno e fenantreno.


Fórmula estrutural do naftaleno

 


Fórmula estrutural do fenantreno

Características principais do querosene

Após ser obtido na destilação fracionada, o querosene pode sofrer alguns tratamentos físico-químicos, de acordo com a sua finalidade:

→ Pós-destilação (querosene básico): Possui características básicas, que são verificadas em qualquer tipo de querosene.

  • Insolúvel em água;

  • Odor característico e desagradável;

  • Líquido claro;

  • Menos denso que a água;

  • Muito tóxico aos seres vivos.

  • Para aviação:

  • Máxima eficiência de combustão;

  • Alto poder calorífico;

  • Mínima tendência à formação de resíduos;

  • Ausência de corrosividade;

  • Baixo ponto de congelamento;

  • Baixa pressão de vapor.

  • Para iluminação ou industrial:

  • Líquido claro;

  • Baixo teor de enxofre;

  • Ponto de fulgor deve ser, no mínimo, 40 ºC;

  • Produz queima isenta de odor e fumaça.

Utilizações gerais do querosene

  • Combustível para turbinas de avião a jato;

  • Solvente industrial;

  • Na fabricação de substâncias (explosivos, por exemplo);

  • Agente de extração de substâncias presentes em misturas;

  • Utilizado em revestimentos (como tintas e adesivos);

  • Utilizado como solvente em aplicações rodoviárias e na construção civil;

  • Agente ligante ou desmoldante de metais;

  • Uso em agroquímicos;

  • Utilizado como fluido funcional (seja em fluidos de transferência, refrigerantes isolantes em maquinários, hidráulicos, etc).

 

Por Me. Diogo Lopes Dias

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "A química do querosene"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/a-quimica-querosene.htm>. Acesso em 21 de janeiro de 2018.

Teste seus conhecimentos
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA