Topo
pesquisar

Óxidos e Chuva Ácida

Química

A relação entre os óxidos e a chuva ácida está no fato de que os óxidos ácidos lançados na atmosfera reagem com a água, produzindo ácidos, diminuindo o pH da chuva.
PUBLICIDADE

Os óxidos  são uma função inorgânica cujos compostos são binários, isto é, possuem apenas dois elementos constituintes, sendo que o mais eletronegativo deles é o oxigênio. Os óxidos ácidos são aqueles óxidos que quando reagem com a água produzem um ácido.

A emissão de óxidos ácidos para a atmosfera vem crescendo cada vez mais nas últimas décadas. Eles podem ser emitidos através de fontes naturais, tais como a respiração vegetal e animal, erupções vulcânicas e decomposição de restos vegetais e animais. No entanto, o fator agravante é que alguns óxidos ácidos são liberados também na combustão de combustíveis fósseis, como os derivados do petróleo (gasolina, óleo diesel etc.).

Quando esses óxidos se encontram na atmosfera, eles reagem com a água da chuva e a tornam ácida. O pH normal da água é de 7,0 (neutra). Valores menores que este indicam soluções ácidas.

É bem verdade que toda chuva carrega consigo impurezas presentes na atmosfera, não sendo totalmente pura. Além disso, é normal certa quantidade desses óxidos estar na atmosfera. Porém, com o aumento cada vez maior do uso dos combustíveis fósseis, as concentrações dessas substâncias têm se tornado alarmantes.

O gás carbônico (dióxido de carbono – CO2) é um exemplo de óxido ácido que reage com a água da chuva, conforme a reação abaixo, e forma o ácido carbônico:

1 CO2(g) + 1 H2O(l)→ 1 H2CO3(aq)

Esse ácido é fraco e, por isso, esse tipo de chuva não é considerado nocivo.

Poluição e liberação de gás carbônico para a atmosfera

Algo semelhante ocorre com os óxidos de nitrogênio (NOx), entre os quais o principal é o dióxido de nitrogênio (NO2). Ele reage com a água formando o ácido nitroso (HNO2) e o ácido nítrico (HNO3):

2 NO2(g) + 1 H2O(l)→ 1 HNO2(aq) + 1 HNO3(aq)

Apesar desse tipo de chuva ácida não ser considerado nocivo, em longo prazo, pode causar certo impacto ambiental.

Porém, os óxidos ácidos mais perigosos, por formarem uma chuva ácida mais forte, são os óxidos de enxofre (SO2 e SO3). Esses compostos reagem com a água e formam o ácido sulfúrico (H2SO4).

1 S(s) +  1 O2(g) → 1 SO2(g)
1 SO2(g) + 1 H2O(l)→ 1 H
2SO3(aq) (Ácido sulfuroso)

1 SO2(g)+  ½ O2(g) → 1 SO3(g)
1 SO3(g) + 1 H2O(l)→ 1 H2SO4(aq) (Ácido sulfúrico)

O ácido sulfúrico é o principal vilão da chuva ácida, pois ele é um ácido muito forte.

Tecnicamente, são chamadas de chuvas ácidas as que possuem pH menor que 5,6.

Esquema de causas da chuva ácida

A chuva ácida degrada monumentos artísticos, estátuas, construções, estruturas metálicas de casas, edifícios e pontes, destrói plantações e árvores, envenena solos, rios e águas subterrâneas, causando morte em muitos animais.

Efeitos da chuva ácida sobre árvores e construções


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Óxidos e Chuva Ácida"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/Oxidos-chuva-Acida.htm>. Acesso em 24 de junho de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA