Topo
pesquisar

O Desenvolvimeno Emocional da Criança Durante os Dois Primeiros Anos de Vida

Psicologia

PUBLICIDADE

O desenvolvimento emocional da criança durante os dois primeiros anos de vida

É nesta fase que a criança experiencia o que lhe é próprio, aquilo que é externo, ou seja, quando ela tem consciência do "eu".

Durante este desenvolvimento a presença da mãe ou de algum adulto é de suma importância para atender as necessidades da criança, fazendo o papel de ego-auxiliar, uma vez que isto propicia à criança diferenciar o que faz parte do seu interior e o que faz do mundo exterior.

No início da consolidação do “eu” a criança precisa desenvolver o sentimento de confiança básica, e isto lhe é proporcionado se suas necessidades básicas são satisfeitas quando manifestadas. Isto favorece também na aquisição da noção de causalidade e temporalidade, pois se suas necessidades são atendidas, ela tem condições de confiar no adulto mesmo quando este não estiver presente.

Alguns aspectos negativos para o desenvolvimento de uma personalidade segura são pais impacientes, hostis, que não atendem essas necessidades, o que pode gerar ansiedade, medo, sensação de isolamento e abandono nas crianças.

O aspecto fundamental durante a construção do “eu” na infância, está ligado a um clima emocional estável, onde a criança tem condições de receber amor e segurança.

Patrícia Lopes
Brasil Escola

Psicologia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

LOPES, Patrícia. "O Desenvolvimeno Emocional da Criança Durante os Dois Primeiros Anos de Vida"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/psicologia/o-desenvolvimeno-emocional-crianca-durante-os-dois-.htm>. Acesso em 14 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA