Topo
pesquisar

Inteligência Interpessoal

Psicologia

PUBLICIDADE

A inteligência interpessoal é a capacidade de entender e reagir corretamente em face de desejos, humores, temperamentos, idéias, valores, interesses e motivações de outras pessoas. Acredita-se que em crianças se apresenta para fazer distinção entre pessoas e posteriormente se apresenta como percepção das atitudes e das intenções destas.

Todo ser humano é dotado de razões e emoções, entretanto inversamente do que nos é proposto, a inteligência interpessoal propõe que sejamos emocionais (em primeiro lugar) e racionais, tomando por base a empatia e aptidões sociais que através de hábitos, atitudes e comportamentos pode tornar uma pessoa bem aceita. Esta facilidade de interação entre pessoas destaca alguns pontos como ser prestativa, comportada, tratar as pessoas com consideração, ser humilde, atenciosa, simples, bem-humorada, disposta e que sabe elogiar.

Em contrapartida, uma pessoa também pode ser rejeitada por outras pessoas se não conhece bem sua inteligência interpessoal e não a aperfeiçoa. Uma pessoa rejeitada e racional se destaca por falar alto, impor sua vontade, contar vantagem, ser egocêntrico, se fazer de vítima, ser fofoqueiro e intrigueiro.

Como todas as outras formas de inteligência, a inteligência interpessoal é desenvolvida e trabalhada nos professores, terapeutas, políticos e líderes religiosos para conseguirem alcançar empatia de pessoas subordinadas a eles.

Por Gabriela Cabral

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DANTAS, Gabriela Cabral Da Silva. "Inteligência Interpessoal"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/psicologia/inteligencia-interpessoal.htm>. Acesso em 29 de abril de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA