Topo
pesquisar

Gênio

Psicologia

Albert Einstein: O gênio da Física
Albert Einstein: O gênio da Física
PUBLICIDADE

Um gênio é uma pessoa com grande capacidade mental. Existem diversas formas de classificar uma pessoa como gênio ou não.

O Teste de Q.I. é uma delas. Nesse caso, com pontuações superiores a 140 pontos a pessoa pode ser considerada um gênio.

Além do teste de Q.I., um gênio pode se destacar por apresentar um intelecto de primeira grandeza, um talento criativo fora do comum, por ser polímata ou por possuir habilidade em várias áreas mentais.

Uma pessoa é considerada como gênio quando tem suas habilidades mentais destacadas, mas suas habilidades físicas podem não sobressair (ou a pessoa pode não possuí-las). A genialidade também pode ser empregada para indicar um talento superior aos demais, como: Gênios do Futebol, Gênio da Diplomacia, Gênio do Basquete e etc.

Os gênios são dotados de um brilhantismo excepcional, sendo insensíveis às limitações da mediocridade e emocionalmente muito sensíveis, seu intelecto prevalece sobre a vontade muito mais do que numa pessoa “mediana”.

Esta predominância do intelecto sobre a vontade permite ao gênio criar trabalhos artísticos que são objetos de pura e desinteressada contemplação.

Os gênios da música (Bach, Mozart) conseguiam reter 5,6 ou até mesmo 7 melodias diferentes em sua mente, sendo esta a principal característica dos gênios artísticos (referindo-se a música, neste exemplo). Essa forma de reter a música não é apenas conseguir ouvi-la e só, mas também reter e discernir como estas melodias interagem juntas. Uma pessoa mediana consegue reter apenas uma melodia em sua mente.

O que é prodígio?

Prodígio é uma criança que possui um talento ou gênio excepcional. Algumas pessoas dizem: Esta criança é um prodígio, entretanto o próprio termo prodígio indica que a pessoa está em sua primeira infância (é uma criança).
Em alguns locais do mundo, o teste de inteligência é medido através de testes de Q.I, embora este teste seja muito criticado por cientistas por medir apenas alguns aspectos da inteligência humana, deixando outros aspectos de fora.

Por Thiago Ribeiro

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIBEIRO, Thiago. "Gênio"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/psicologia/genio.htm>. Acesso em 19 de agosto de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA