Topo
pesquisar
Texto-A+A

O que são drogas?

O que é Química?

As drogas designam toda substância que provoca alguma mudança fisiológica ou comportamental em um ser vivo.
PUBLICIDADE

As drogas são substâncias que, ao serem introduzidas em um organismo vivo, modificam processos bioquímicos, resultando em mudanças fisiológicas ou comportamentais.

Geralmente, quando se pergunta “O que são drogas?”, logo o que nos vem à mente são as substâncias proibidas por lei. No entanto, conforme a definição acima mostrou, os medicamentos (ou mais corretamente “fármacos”) também provocam mudanças fisiológicas no organismo, por isso, também são considerados como drogas, mas não são ilegais.

A farmacologia é o ramo que estuda os medicamentos e as drogas. Essa área do conhecimento define que os medicamentos são drogas usadas para fins terapêuticos e buscam, assim, ações benéficas ao organismo. As doenças provocam alterações em processos bioquímicos no organismo do indivíduo, e a administração de medicamentos serve para restabelecer o equilíbrio desses processos.

Além disso, as bebidas alcoólicas e o cigarro são dois exemplos de drogas lícitas no Brasil, isto é, a venda desses produtos não é proibida por lei para maiores de 18 anos.

Por outro lado, existem as drogas ilícitas, como a cocaína, crack, maconha e assim por diante.

Exemplos de drogas ilícitas
Exemplos de drogas ilícitas

Portanto, não é o fato de ser proibida ou não que caracteriza uma substância ou material como droga, mas sim a ação de provocar alterações fisiológicas e/ou comportamentais. Se essas mudanças refletem-se nos sentimentos, pensamentos e atitudes da pessoa, trata-se de uma droga psicotrópica, o que quer dizer que ela atua na parte central do sistema nervoso, chamado antigamente de sistema nervoso central (SNC), conforme falaremos melhor mais adiante.

As drogas psicotrópicas apresentam três propriedades principais: (1) o usuário desenvolve tolerância, precisando tomar doses da droga cada vez mais elevadas para sentir seus efeitos; (2) causa dependência e (3), com a interrupção do uso, há uma síndrome de abstinência sintomas físicos e psiquícos muito desagradáveis e que dificultam a suspensão do uso da droga.

É por isso que até os medicamentos devem ser administrados sob orientação de um médico, pois se não forem ingeridos de modo adequado e nas doses corretas, podem levar à dependência e a sérios problemas de saúde, pois os fármacos não atuam somente sobre o processo bioquímico relacionado com a doença que se quer corrigir, mas também sobre outros processos do organismo, gerando efeitos colaterais.

Os medicamentos usados sem orientação médica e em excesso podem levar à dependência
Os medicamentos usados sem orientação médica e em excesso podem levar à dependência

As drogas ativam ou desativam certos neurotransmissores do sistema nervoso central e podem atuar de três formas: como depressoras, estimulantes ou perturbadoras.

As drogas depressoras diminuem a atividade cerebral, o que faz com que a pessoa fique mais lenta e sem coordenação motora, além de gerar distúrbios na capacidade de percepção e nas habilidades, sono, descontrole e pode levar ao coma. Um exemplo de droga depressora é o álcool, que diminui a transmissão dos sinais nervosos, por isso é tão perigoso dirigir alcoolizado.

O álcool é uma droga depressora da parte central do sistema nervoso
O álcool é uma droga depressora da parte central do sistema nervoso

as drogas estimulantes causam o efeito contrário, pois aumentam a atividade cerebral e geram euforia. Dessa forma, a pessoa fica “elétrica”, com facilidade para falar e desinibida. Esse é o efeito da nicotina, da cocaína, do crack e das anfetaminas.

Por fim, as drogas perturbadoras da parte central do sistema nervoso são aquelas que geralmente provocam alucinações (drogas alucinógenas), como o ecstasy.

Porém, essas três atuações das drogas (como depressoras, estimulantes e perturbadoras) geralmente não aparecem de forma isolada. Por exemplo, o álcool, de início, pode ter um efeito estimulante e, depois, tornar-se depressor.

Do ponto de vista químico, todas as drogas são substâncias orgânicas, e as principais funções presentes nas suas moléculas são os álcoois (hidroxila, OH, ligada a uma cadeia carbônica) e as aminas (derivados da amônia (NH3)), principalmente os alcaloides.

Os efeitos fisiológicos das drogas estão associados ao metabolismo específico de cada uma, mas está comprovado que o constante uso de todas elas leva a várias doenças, além de causar a dependência já mencionada. Sobre as consequências do uso das drogas, leia o texto Malefícios causados pelo consumo de drogas. Se você quiser saber mais detalhes sobre alguma droga específica, acesse a seção Drogas em nosso site.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "O que são drogas?"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/quimica/o-que-sao-drogas.htm>. Acesso em 21 de agosto de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA