Topo
pesquisar
Texto-A+A

O que é voz passiva sintética?

O que é Português?

Na voz passiva sintética, há o verbo, o pronome apassivador e o sujeito paciente. Nela, o sujeito é denominado assim porque “sofre” a ação verbal.
PUBLICIDADE

O verbo pode flexionar-se, ou seja, mudar em relação ao modo, ao tempo, ao número e à pessoa. Entretanto, pode flexionar-se também quanto à voz.

A flexão de voz indica a relação que o sujeito mantém com a ação verbal, logo, se o sujeito faz a ação, ele é considerado agente, portanto, voz ativa. Se o sujeito sofre a ação verbal, ele é denominado paciente, logo, voz passiva, que é formada a partir de dois processos: analítico e sintético. Hoje, analisaremos as características do segundo processo: voz passiva sintética.

Em primeiro lugar, é importante entender que sintético é o mesmo que resumido, portanto, se a voz passiva é sintética, ela é composta apenas pelo verbo, pronome “se” e sujeito paciente. Veja o exemplo:

Aluga-se apartamento.

A seguir, algumas observações importantes:

  1. De forma geral, só é possível ter voz passiva sintética ou analítica se o verbo for transitivo direto ou transitivo direto e indireto;

  2. O pronome “se”, dentro da voz passiva sintética, é classificado como pronome apassivador;

  3. O verbo deve concordar com o sujeito paciente, portanto, sujeito no plural, verbo no plural; sujeito no singular, verbo no singular.

Acompanhe alguns exemplos:

Invadiu-se o supermercado.

Alugam-se casas.

Entregaram-se os quadros.

Destruíram-se os barracos.

Perceba que em todos os exemplos os verbos são transitivos diretos (V.T.D), ou seja, precisam de complemento, pois não têm sentido completo. Entretanto, é importante ressaltar que o complemento está ligado diretamente ao verbo, ou seja, sem preposição.

Com o verbo transitivo direto e indireto (V.T.D.I), ou seja, o verbo que precisa de complemento com e sem preposição, também é possível haver voz passiva.

Acompanhe:

Entregou-se o pacote ao destinatário.

Dica:

Cuidado para não confundir o se (pronome apassivador) com o se (índice de indeterminação do sujeito). Lembre-se de que quando o se for pronome apassivador, haverá sujeito e o verbo será transitivo direto ou transitivo direto e indireto. Para não confundir, analise a predicação verbal.


Por Mayra Pavan
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PAVAN, Mayra Gabriella De Rezende. "O que é voz passiva sintética?"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/portugues/o-que-e-voz-passiva-sintetica.htm>. Acesso em 26 de julho de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA