Topo
pesquisar

Gregos

História Geral

O mundo grego se compõe por diferentes tempos históricos, tendo o seu início aproximado em 2000 a.C.. Dentre eles podemos destacar: período Homérico, período Arcaico e período Clássico.
PUBLICIDADE

Nos conteúdos de História Antiga, os gregos aparecem como um importante povo para que possamos entender vários dos costumes e hábitos que fundam diversos dos padrões e costumes da civilização ocidental. Apesar de pertinentes, essas comparações nem sempre são eficazes para entendermos a Grécia Antiga de forma mais apropriada em relação aos recentes estudos sobre ela.

A primeira noção a ser revisada é aquela em que projetamos o povo grego como uma grande coletividade marcada por uma mesma identidade. Em termos geográficos, notamos que a Grécia Antiga se formou em um território extremamente acidentado e composto por uma região continental e outra insular. Por meio de tais elementos, percebe-se que vários povos ocuparam a Península Balcânica e, por conta do terreno acidentado, desenvolveram culturas bastante variadas.

Além disso, é importante salientar que o mundo grego se compõe por diferentes tempos históricos, tendo o seu início aproximado em 2000 a.C.. Entre os anos de 1400 e 800 a.C., o período Homérico relata a chegada de outros povos formadores da Grécia Antiga, tendo como marco referencial a chegada dos aqueus, eólios e jônios aos Bálcãs. Nessa mesma época ainda temos a chegada dos dórios, que promoveram uma incursão agressiva e responsável pela destruição de várias cidades já instituídas.

Logo em seguida, entre os séculos VIII e VI a.C., o período arcaico se refere ao processo de formação das várias  cidades-Estados. Tais estruturas de organização social aparecem por meio da expansão de comunidades agrícolas. O crescimento dessas comunidades foi marcado pela formulação de uma elite proprietária de terras e o deslocamento de populações em busca de outras terras férteis.

Entre os séculos V e IV a.C., o período clássico foi marcado pela presença de várias cidades-Estado e a ocorrência de vários conflitos responsáveis pela deflagração das Guerras Médicas e da Guerra do Peloponeso. Essa última, marcada pelo embate entre diferentes cidades gregas, possibilitou a invasão dos macedônios ao território grego. Em tal época, define-se o fim do período clássico e o início do período helênico.

Dominada pela Macedônia, a Grécia Clássica tem vários de seus valores e tradições disseminados pelo território reconhecidamente dominado pela figura do imperador Alexandre, o grande. Em contrapartida, a ação macedônica permitiu o diálogo da tradição grega junto aos costumes dos povos orientais, dando origem a uma cena cultural híbrida. Tal época se encerra somente no século II a.C., quando os romanos passam então a dominar este mesmo território.


Por Rainer Gonçalves Sousa
Colaborador Brasil Escola
Graduado em História pela Universidade Federal de Goiás - UFG
Mestre em História pela Universidade Federal de Goiás - UFG

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Gregos"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/historiag/gregos.htm>. Acesso em 07 de dezembro de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA