Topo
pesquisar

Grécia: Período Clássico

História Geral

O período clássico grego é marcado pela ascensão das cidades-Estado e o desenvolvimento de grandes conflitos.
Ruínas de Esparta, uma das mais importantes cidades gregas do período clássico
Ruínas de Esparta, uma das mais importantes cidades gregas do período clássico
PUBLICIDADE

Compreendido entre os séculos V e IV a.C., o período clássico é entendido como uma das fases mais significativas da história grega para a civilização ocidental. Nesta época temos a existência de várias cidades-Estado, entre as quais damos especial destaque à Esparta, Atenas e Tessália. Essas cidades ganhavam esse nome, cidade-estado, pois cada uma delas tinha autonomia política para criar sua própria forma de governo.

Sob o ponto de vista econômico, temos a intensificação do artesanato e das atividades comerciais gerando a conquista de outras áreas para além da Península Balcânica e a demanda cada vez maior por mão de obra. Não por acaso, foi nesse contexto em que a escravidão se tornou uma atividade recorrente entre vários povos gregos, que conquistavam tal forma de trabalho através de guerras ou através da cobrança de dívidas pessoais.

Durante o período clássico, notamos que as cidades gregas tomaram grande importância na organização do espaço público. Era nesse espaço em que, especificamente, as negociações aconteciam, os filósofos se encontravam com o interesse de debaterem as suas ideias e as questões políticas eram debatidas entre os cidadãos. Mesmo tendo um sentido diferente do atual, foi entre os gregos que a noção de democracia foi inicialmente formulada.

Dois grandes conflitos marcaram o período clássico grego. O primeiro aconteceu no embate dos gregos contra os persas, marcando as chamadas Guerras Médicas. Esse confronto teve grande importância para que várias cidades-Estado aprimorassem seus aparatos de guerra e, em nível político, organizassem alianças políticas interessadas em evitar outras possíveis invasões estrangeiras no mundo grego.

O outro grande conflito a ser destacado, ao contrário das Guerras Médicas, envolveram as disputas políticas desenvolvidas entre as próprias cidades-Estado. Tendo como principais protagonistas as cidades de Atenas, Esparta e Tebas, a Guerra do Peloponeso acabou trazendo graves prejuízos à Grécia. O desgaste do conflitou acabou favorecendo a invasão provocada pelos macedônios, fato esse que encerra o período clássico grego.


Por Rainer Gonçalves Sousa
Colaborador Brasil Escola
Graduado em História pela Universidade Federal de Goiás - UFG
Mestre em História pela Universidade Federal de Goiás - UFG

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Grécia: Período Clássico"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/historiag/grecia-periodoclassico.htm>. Acesso em 24 de outubro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA