Topo
pesquisar

Governo Lênin

História Geral

Lênin enfrentou a guerra civil e buscou alternativas para recuperar a economia do país
Lênin enfrentou a guerra civil e buscou alternativas para recuperar a economia do país
PUBLICIDADE

Após alcançar o poder, os revolucionários de outubro realizaram uma série de mudanças interessadas em romper com os antigos alicerces que sustentavam a Rússia Czarista. Vários bancos e indústrias foram nacionalizados, os títulos de nobreza perderam o seu valor, as liberdades civis foram reorganizadas por novas leis, as forças armadas ganharam nova formação e os operários poderiam participar na gestão das indústrias em que trabalhavam.

Outra transformação de suma importância foi a negociação de um acordo que determinasse a saída pacífica dos russos da Primeira Guerra Mundial. Assinado em 3 de março de 1918, o Tratado de Brest-Litovsk alcançou tal objetivo por meio da liberação de regiões antes controladas pelo regime czarista. Desse modo, a saída russa do conflito acabou estabelecendo a formação de novas nações independentes como a Letônia, Lituânia, Ucrânia, Polônia e Finlândia.

Apesar da pacificação, o governo revolucionário ainda teve de enfrentar as forças militares contrarrevolucionárias do Exército Branco, formado essencialmente por conservadores, oficiais monarquistas e tropas de nações europeias que temiam a divulgação da revolução popular da Rússia para outras nações. Nesse contexto, foi necessária a implantação do comunismo de guerra, marcado por ações rigorosas de intervenção econômica que garantissem a manutenção do Exército Vermelho. Em 1921, as forças revolucionárias acabaram vencendo o conflito.

Após o fim dos conflitos, o governo de Lênin se deparou com as graves mazelas de um país completamente desgastado pelo atraso e pela guerra. Para que a situação vigente fosse contornada, Lênin anunciou um novo pacote de ações que integraria a chamada Nova Política Econômica (NEP). Essa nova política permitiu que algumas práticas de natureza capitalista fossem praticadas a fim de aquecer a economia do país. Em curto prazo, as liberdades oferecidas pela NEP conseguiram projetar a recuperação econômica do país.

Se, por um lado, a economia vivenciava essa situação de abertura, o contexto político russo se direcionava em sentido contrário. O Partido Comunista Russo passou a representar o governo do país e era reconhecido como a única agremiação política autorizada a funcionar. Uma nova constituição foi formulada e regiões vizinhas que também aderiram ao socialismo passaram a integrar a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), criada em 1923.

No ano de 1924, o governo russo foi seriamente abalado com a morte de Vladimir Lênin. A partir daquele momento, as conquistas concretizadas pelo sucesso da experiência revolucionária deveriam ser repassadas para as mãos de um novo líder. Foi nessa situação que os líderes políticos Leon Trótski e Josef Stálin disputaram entre si o controle da URSS. Tendo uma articulação política mais vigorosa e um discurso voltado para as questões internas do país, Stálin acabou assumindo o governo.

Por Rainer Sousa
Mestre em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Governo Lênin"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/historiag/governo-lenin.htm>. Acesso em 12 de dezembro de 2017.

Questão 1

(Cesgranrio-RJ) Em março de 1921, Lênin afirmou: “É necessário abandonar a construção imediata do socialismo para se voltar, em muitos setores econômicos, na direção de um capitalismo de Estado.”

Tendo em vista as etapas da Revolução Russa, podemos interpretar esta declaração no sentido de:

  1. representar o abandono do comunismo de guerra e o início da Guerra Civil.
  2. traduzir o insucesso dos planos quinquenais e o retorno a uma economia capitalista.
  3. introduzir a Nova Política Econômica, caracterizada por algumas concessões ao capitalismo, a fim de possibilitar o avanço do socialismo.
  4. aceitar a introdução de métodos capitalistas na produção e o retorno à iniciativa privada.
  5. indicar a impossibilidade do socialismo em um só país, daí a volta ao capitalismo monopolista.

Ver resposta
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA