Topo
pesquisar

Consequências da Primeira Guerra Mundial

História Geral

Entre as consequências da Primeira Guerra Mundial, podemos citar um novo conflito internacional.
A crise da economia alemã: uma mulher usa dinheiro para aquecer sua lareira.
A crise da economia alemã: uma mulher usa dinheiro para aquecer sua lareira.
PUBLICIDADE

Os acordos que deveriam dar fim aos conflitos da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) serviram para que um clima de rivalidades se agravasse. A imposição de multas e sanções extremamente pesadas não conseguiu fazer com que o equilíbrio político real fosse alcançado entre as potências econômicas mundiais. Grosso modo, podemos afirmar que a Primeira Guerra pavimentou as possibilidades para a ocorrência de um novo conflito internacional.

Totalitarismo

Mesmo posando ao lado dos vencedores, a Itália saiu frustrada do conflito ao não receber os ganhos materiais que esperava. Na Alemanha, onde as mais pesadas sanções do Tratado de Versalhes foram instituídas, a economia viveu em franca decadência, e os índices inflacionários alcançaram valores exorbitantes. Esse contexto de declínio e degradação acabou criando chances para que Itália e Alemanha fossem dominadas por regimes marcados pelo nacionalismo extremo e a franca expansão militar.

A Sociedade das Nações, órgão internacional incumbido de manter a paz, não conseguiu cumprir seu papel. O Japão impôs um projeto expansionista que culminou com a ocupação da Manchúria. Os alemães passaram a descumprir paulatinamente as exigências impostas pelos Tratados de Versalhes e realizaram a ocupação da região da Renânia. Enquanto isso, os italianos aproveitaram da nova situação para realizar a invasão à Etiópia.

O equilíbrio almejado pelos países também foi impedido pela crise econômica que devastou o sistema capitalista no ano de 1929. Sem condições de impor seus interesses contra os alemães e italianos, as grandes nações europeias passaram a ceder espaço aos interesses dos governos totalitários. Aproveitando dessa situação, os regimes de Hitler e Mussolini incentivaram a expansão de uma indústria bélica, que utilizou a Guerra Civil Espanhola como “palco de ensaios” para um novo conflito mundial.

Hitler e Mussolini
Hitler e Mussolini em Munique, Alemanha, 18 de junho de 1940.*


Estouro da Segunda Guerra Mundial

Fortalecidas nessa nova conjuntura política, Itália, Alemanha e Japão começaram a engendrar os primeiros passos de uma guerra ainda mais sangrenta e devastadora: a Segunda Guerra Mundial. A tão sonhada paz escoava pelo ralo das contradições de uma guerra sustentada pelas contradições impostas pelo capitalismo concorrencial. Por fim, o ano de 1939 seria o estopim de antigas disputas que não conseguiram ser superadas com o trágico saldo da Primeira Guerra.
 

*Crédito da imagem: Everett Historical // Shutterstock

Por Rainer Sousa
Mestre em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Consequências da Primeira Guerra Mundial"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/historiag/consequencias.htm>. Acesso em 23 de agosto de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA