Topo
pesquisar

Assalto ao quartel Moncada e a Revolução Cubana

História Geral

O assalto ao quartel Moncada, ocorrido em 1953, foi a primeira tentativa de Fidel Castro e seus companheiros de derrubar a ditadura de Fulgêncio Batista.
PUBLICIDADE

O principal evento que antecedeu a Revolução Cubana de 1959 foi o assalto ao quartel Moncada, em Santiago de Cuba, em 26 de julho de 1953. A ação liderada pelo então estudante Fidel Castro tinha por objetivo entrar no quartel e pegar as armas que lá se encontravam para distribuir entre a população e iniciar uma ação para destituir o general Fulgência Batista.

Selo comemorativo do assalto ao quartel Moncada, em 1953. Com esta ação, Fidel Castro iniciou o processo que culminaria na Revolução Cubana em 1959.*
Selo comemorativo do assalto ao quartel Moncada, em 1953. Com esta ação, Fidel Castro iniciou o processo que culminaria na Revolução Cubana em 1959.*

O assalto ao quartel aconteceu durante o carnaval de Santiago de Cuba, que ocorre no fim de julho, e previa tomar dois prédios vizinhos ao quartel de Moncada. Um era o Palácio da Justiça, cuja tropa era comandada por Raul Castro. O outro era um hospital militar também ocupado por tropas chefiadas por Abel Santamaria. Um terceiro grupo realizaria a investida no alvo principal e era comandado por Fidel Castro. Entretanto, a ação falhou. O disfarce de Fidel Castro foi descoberto, dando início à reação das tropas que faziam a guarnição do quartel. Rapidamente os revoltosos foram vencidos e, posteriormente, presos.

Durante seu julgamento, Fidel Castro fez sua própria defesa, argumentando acerca da necessidade de derrubar o ditador Batista para a melhoria das condições de vida na ilha. Essa defesa ficou conhecida como “A História me absolverá”, devido ao fato dessa frase ter sido dita ao final da defesa.

Em 1955, os presos políticos foram anistiados, sendo que o grupo de Fidel Castro se direcionou ao México, criando o embrião da guerrilha que iria derrubar Batista em 1959, denominado Movimento 26 de Julho. Foi nesse exílio que Fidel conheceu Che Guevara e o convenceu a participar do processo que resultaria na Revolução Cubana.

Por ter dado início à Revolução, a data do assalto ao quartel Moncada é conhecida como o Dia da Rebeldia Nacional, um feriado estipulado pelo governo cubano para lembrar uma das primeiras tentativas de acabar com a ditadura de Fulgêncio Batista.

* Créditos da imagem: MarkauMark e Shutterstock.com


Por Tales Pinto
Graduado em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PINTO, Tales dos Santos. "Assalto ao quartel Moncada e a Revolução Cubana"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/historiag/assalto-ao-quartel-moncada-revolucao-cubana.htm>. Acesso em 27 de julho de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA