Topo
pesquisar

Mochicas - Introdução

História da América

Artefatos em pedra e ouro que adornavam uma antiga múmia mochica
Artefatos em pedra e ouro que adornavam uma antiga múmia mochica
PUBLICIDADE

No estudo das civilizações pré-colombianas, os livros didáticos e os conteúdos repassados em sala de aula privilegiam a clássica tríade das civilizações asteca, maia e inca. No entanto, não podemos acreditar que o estudo das civilizações surgidas no continente americano resumiu-se ao conhecimento desses únicos três povos. Antes dessas “grandes” civilizações outros povos instituíram civilizações complexas que chegaram, até mesmo, a influenciar os povos usualmente estudados.

Esse seria o caso dos mochicas. Vivendo na região do altiplano andino, na atual região norte do Peru, esse povo instituiu um estado que se estabeleceu entre os séculos I e VIII da era cristã. Dotados de uma intensa atividade agrícola conseguiram extrair a riqueza natural da região e ampliar o número de terras cultiváveis por meio de um engenhoso sistema de aquedutos. Além de serem hábeis agricultores, também deixaram uma gama de vestígios que demonstram sua destreza no trabalho com a cerâmica e os metais preciosos.

No decorrer de sua história os mochicas desenvolveram uma série de cidades distribuídas entre os vales de Moche e Chicana, no Peru, estendendo às regiões dos Andes e do Pacífico. Calcados em uma intensa tradição religiosa, os mochicas formaram um Estado controlado por uma classe sacerdotal. Valendo-se de seu convívio próximo com as divindades, esses sacerdotes predominaram no cenário político mochica formando uma confederação entre as diversas cidades-Estado da região.

Entre as grandes construções do povo mochica podemos dar destaque aos seus aquedutos capazes de fornecer água para regiões longínquas. Outro grande legado arquitetônico é o Templo do Sol, que contou com uma construção feita com mais de 50 milhões de tijolos. Contando com grande habilidade no manuseio do adobe, dos metais, os mochicas também criaram uma impressionante cultura material repleta de instrumentos, estatuetas e adornos.

A causa do desaparecimento dessa civilização está intimamente ligada às alterações climática da região. Fenômenos até hoje conhecidos, como o El Nino, criaram períodos de extrema seca seguidos por sucessivas enchentes. A instabilidade climática foi a maior responsável pelo desaparecimento dessa civilização que, no século VIII, teve seus centros urbanos abandonados.

Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

Veja também:
Mochicas - Economia e Sociedade
Mochicas - Política e Religião
Mochicas - Legado e declínio

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Mochicas - Introdução"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/historia-da-america/mochicasintroducao.htm>. Acesso em 22 de setembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA