Topo
pesquisar

Mochicas - Legado e declínio

História da América

Pirâmide mochica adornada por pinturas de baixo relevo
Pirâmide mochica adornada por pinturas de baixo relevo
PUBLICIDADE

ARTE E CIÊNCIA

A civilização mochica foi responsável pela elaboração de uma riquíssima cultura material. Suas obras de arte eram feitas principalmente a partir da cerâmica. O notório grau de realismo da escultura mochica foi possível devido o desenvolvimento de técnicas que contavam, até mesmo, com a utilização de moldes. A arte ceramista desse povo era valorizada por suas instituições políticas, que sustentavam uma classe de artesãos e escultores.

O estilo da cerâmica mochica é conhecido como huaco-retrato. Esse nome foi concebido por pesquisas que indicam a origem desse estilo na região próxima à pirâmide de Huaca de la Luna. Os temas das peças em cerâmica geralmente abordavam temas cotidianos, personagens políticas e celebrações religiosas. As obras arquitetônicas mochicas também eram extremamente complexas. Em geral, as construções possuíam caráter público e envolviam a elaboração de templos, pirâmides e aquedutos.

A escrita não foi desenvolvida entre os mochicas. No entanto, uma forte tradição oral garantia a transmissão de diversos dados de sua cultura. Ao mesmo tempo, as pinturas também exerciam destacado papel na transmissão da história e dos valores desse povo. Um dos temas mais comumente pintados eram as batalhas rituais, onde uma luta precedia os rituais de sacrifício humano. Outro tema constantemente reproduzido era o deus Ai-Apaec. Assustador e imponente, esse deus possuía dentes de felino, carregava em suas mãos um machado e uma cabeça.

O FIM DA CIVILIZAÇÃO MOCHICA

O declínio da civilização mochica teve início entre os séculos VI e VII. Um extenso período de seca, que durou mais de três décadas, restringiu gravemente a oferta de água dos rios da região. Nesse momento, a falta de recursos hídricos comprometeu seriamente o abastecimento da população mochica. Tempos depois, uma tragédia inversa foi trazida pelo El Nino. Um período de chuvas torrenciais destruiu casas e plantações, e desmoronou vários dos canais de irrigação construídos.

Incapazes de resolver a situação, os sacerdotes e seus vários rituais caíram em total descrédito. Em pouco tempo as instituições políticas e a população mochica desapareceram. A fome, as várias doenças e as tragédias climáticas dizimaram populações inteiras em poucos anos. Na segunda metade do século VIII, os últimos representantes dessa civilização abandonaram os centros urbanos, dando fim à civilização mochica.

Por Rainer Sousa
Graduado em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Mochicas - Legado e declínio"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/historia-da-america/mochicas-legado-declinio.htm>. Acesso em 22 de setembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA