Topo
pesquisar

Incas

História da América

Os incas formaram o maior império existente na América do Sul, com territórios que se estendiam por mais de 4.000 km. Esse povo foi conquistado pelos espanhóis no século XVI.
Machu Picchu é atualmente um dos grandes símbolos da civilização inca
Machu Picchu é atualmente um dos grandes símbolos da civilização inca
PUBLICIDADE

Os incas foram uma importante civilização pré-colombiana que desenvolveu um vasto império na região andina. O Império Inca estendia-se por territórios que atualmente correspondem à parte da Colômbia até o norte do Chile e Argentina. Os incas, assim como os astecas, constituíram uma civilização complexa notabilizada pela construção de um enorme sistema de estradas. Essa civilização desapareceu a partir da conquista realizada pelos espanhóis no século XVI.

Origens

A região andina, local onde se desenvolveu a Civilização Inca, era habitada por grupos humanos desde aproximadamente 4.500 a.C. e, antes dos incas, havia abrigado uma outra grande civilização conhecida como chavín, em torno de 900 a.C. e 200 a.C. Os incas (chamados de quéchua) dominavam a região de Cuzco desde, pelo menos, o ano 1000, porém, a partir do século XV, iniciaram um processo de centralização e conquista territorial.

O surgimento oficial do Império Inca aconteceu, segundo os historiadores, com o reinado do Sapa Inca (termo em quéchua para imperador) Pachacuti. Durante seu reinado, os incas iniciaram a conquista territorial da região andina, processo que foi continuado por outros imperadores incas.

Os incas conseguiram construir um império territorialmente muito vasto, que se estendia por mais de 4 mil quilômetros, desde parte da Colômbia até o norte do Chile e da Argentina. Os povos conquistados por eles eram obrigados a pagar impostos, e as regiões dominadas eram integradas ao império por meio da construção de estradas (os incas possuíram mais de 40 mil quilômetros de estradas), por ordem do Sapa Inca, e culturalmente absorvidas com o deslocamento de população quéchua para essas regiões.

O grandioso império dos incas era denominado por eles próprios de Tawantisuyu (o Império das quatro direções, em quéchua) e era dividido em quatro grandes províncias chamadas de:

  • Chinchasuyu (norte);

  • Antisuyu (leste);

  • Contisuyu (oeste);

  • Collasuyu (sul).

Características dos incas

Os incas construíram um império que era baseado em um sistema de governo conhecido como teocracia. Nesse sistema político, o governo sofre forte influência das crenças religiosas. No caso dos incas, o Sapa Inca era visto como um descendente do sol e, por isso, possuía poderes irrestritos. Os poderes do Sapa Inca chegavam, inclusive, a interferir na vida das pessoas e a determinar quando poderiam casar, viajar e mudar para outras áreas do império etc.

Além da grandiosidade territorial, o Império Inca era caracterizado pela grande diversidade de povos e de culturas dominadas pelos incas/quéchuas. Estima-se que o Império Inca possuísse em torno de seis a dez milhões de habitantes. Nessa vasta população, existiam, pelo menos, 30 idiomas diferentes.

A base da economia era a agricultura que produzia tudo o que os incas possuíam. A alimentação baseava-se no milho e na batata, no entanto, os incas também produziam grandes quantidades de itens como algodão e pimenta. A fertilidade da agricultura dos incas era resultado do uso de uma técnica conhecida como curvas de nível.

A produção agrícola era realizada nos ayllus, que consistiam uma unidade social na qual um grupo de pessoas cultivava um determinado pedaço de terra. Era dever do ayllu produzir tudo o que fosse necessário para sua própria sobrevivência, além de pagar os impostos que eram devidos ao Sapa Inca. Cabia ao chefe do ayllu, conhecido como kuraka, fazer uma divisão igualitária dos alimentos produzidos e também auxiliar os membros de seu ayllu que enfrentassem dificuldades.

Além disso, os incas desenvolveram uma forma de trabalho compulsório que se chamava mita. A mita determinava que todo trabalhador inca deveria trabalhar para o estado por um determinado período no ano. Assim, quando o imperador convocasse, os trabalhadores eram levados para trabalhar nas obras públicas de construção de estradas, por exemplo.

Decadência dos incas

Os incas, assim como havia acontecido com os astecas, tiveram sua decadência precipitada com a chegada dos espanhóis. Quando os espanhóis chegaram às terras dos incas, encontraram o império dividido entre os dois filhos de Huayna Capac, o último Sapa Inca, que havia morrido por volta de 1525 ou 1527.

Seus filhos, Huáscar e Atahualpa, disputavam entre si a sucessão do poder e, por isso, travaram uma guerra que enfraqueceu o império. Os historiadores registraram, por exemplo, o acontecimento de uma grande batalha em Quito que levou ao aprisionamento de Huáscar. O conquistador espanhol Francisco Pizarro aproveitou-se dessa divisão dos incas e realizou a conquista do império.

O domínio dos espanhóis na região prosseguiu de maneira frágil por algumas décadas e enfrentou diversas rebeliões. A ocupação dos territórios incas pelos espanhóis levou à colonização daquela região correspondente ao atual Peru e ao surgimento do Vice-Reino do Peru.

 

Por Daniel Neves
Graduado em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Incas"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/historia-da-america/incas.htm>. Acesso em 22 de janeiro de 2018.

Assista às nossas videoaulas
Teste seus conhecimentos
Questão 1

(UFC) Recentemente, Alejandro Toledo foi eleito presidente do Peru. Durante a campanha eleitoral, foi chamado de Pachacútec, numa alusão ao imperador inca que consolidou um império nos Andes centrais. Sobre a sociedade inca, é correto afirmar que:

a) o fato de constituir uma das mais significativas sociedades pré-colombianas tem como base a negação da cultura dos povos dominados;

b) a sua economia tinha por base a agricultura, com a distribuição de terras pelo Estado e a prática do sistema de regadio;

c) o que a diferenciava das demais culturas pré-colombianas era a ideia de uma sociedade igualitária;

d) o comércio interno era significativo, tendo no guano um dos produtos mais valorizados;

e) a sua cultura desapareceu com o processo da dominação espanhola.

Ver resposta
Calendário maia: um dos mais complexos e precisos que o ser humano já produziu
História da América O Calendário Maia
Os maias sustentavam sua economia com o uso de uma ampla camada camponesa
História da América Maias - Economia e Sociedade
Bandeira da Bolívia
História da América Bolívia
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA