Topo
pesquisar

Vocativo em questão

Gramática

O vocativo em questão... não deixe de utilizá-lo corretamente, atribuindo-lhe a vírgula, sempre.
O vocativo em questão... atribua-lhe a vírgula
O vocativo em questão... atribua-lhe a vírgula
PUBLICIDADE

Imagine que você, igualmente expresso na imagem, esteja incumbido de se tornar um detetive cuja tarefa é descobrir quantas ocorrências se dão pela supressão do vocativo.

Mas, nossa! Trata-se de um termo tão pequenino, sintaticamente independente... não pertence nem ao sujeito, nem ao predicado... Será que é assim tão importante?

Caro (a) usuário (a), acredite que muitas pessoas não dão a ele a devida importância. Sabe por quê? Deixam-no desacompanhado de um sinal de pontuação que lhe é imprescindível. Falta grave? Gravíssima.

Ora, vocativo sem vírgula não é vocativo.
Mas vamos supor que durante sua tarefa você tenha se deparado com enunciados como estes:

Atenção motoristas.
Pedestre atravesse na faixa de segurança...

Vocativo, onde estás que não respondes?

Calma, você, na qualidade de detetive, há de encontrá-lo, e, por conseguinte, evidenciá-lo-á:

Atenção, motoristas.
Pedestre, atravesse na faixa de segurança.

Vamos a outro exemplo:

Pega ladrão.

É diferente de você dizer:
Pega, ladrão!

Então só lhe resta uma coisa: esteja atento (a) quando sua intenção for fazer um chamamento:

Atribua ao vocativo a vírgula que ele tanto merece!


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DUARTE, Vânia Maria do Nascimento. "Vocativo em questão"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/gramatica/vocativo-questao.htm>. Acesso em 22 de novembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA