Topo
pesquisar

Processos de formação de palavras

Gramática

Podemos citar como exemplos de processos de formação de palavras a composição e a derivação.
Alguns processos são responsáveis pela formação de novas palavras em Português.
Alguns processos são responsáveis pela formação de novas palavras em Português.
PUBLICIDADE

Há em Português palavras primitivas, palavras derivadas, palavras simples e palavras compostas.

  • Palavras primitivas: aquelas que, na língua portuguesa, não provêm de outra palavra. Ex.: pedra, flor.
  • Palavras derivadas: aquelas que, na língua portuguesa, provêm de outra palavra. Ex.: pedreiro, floricultura.
  • Palavras simples: aquelas que possuem um só radical. Ex.: azeite, cavalo.
  • Palavras compostas: aquelas que possuem mais de um radical. Ex.: couve-flor, planalto.

As palavras compostas podem ou não ter seus elementos ligados por hífen.
 

Processos de formação de palavras

Como processos de formação de palavras, podemos citar:

Haverá composição quando se juntarem dois ou mais radicais para formar nova palavra. Há dois tipos de composição: justaposição e aglutinação.

⇒ Justaposição: ocorre quando os elementos que formam o composto são postos lado a lado, ou seja, justapostos:

para-raios

corre-corre

guarda-roupa

segunda-feira

girassol

⇒ Composição por aglutinação: ocorre quando os elementos que formam o composto aglutinam-se e pelo menos um deles perde sua integridade sonora:

Aguardente (água + ardente), planalto (plano + alto)

Pernalta (perna + alta), vinagre (vinho + acre)

  • Derivação por acréscimo de afixos


É o processo pelo qual se obtêm palavras novas (derivadas) pela anexação de afixos à palavra primitiva. A derivação pode ser: prefixal, sufixal e parassintética.

⇒  Prefixal (ou prefixação): a palavra nova é obtida por acréscimo de prefixo.

In--------feliz       des----------leal
prefixo + radical  prefixo + radical

⇒  Sufixal (ou sufixação): a palavra nova é obtida por acréscimo de sufixo.

Feliz----mente   leal------dade
radical + sufixo   radical + sufixo

Parassintética: a palavra nova é obtida pelo acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo. Por parassíntese formam-se principalmente verbos.

En-------trist-----ecer
prefixo + radical + sufixo

en--------tard-----ecer 
prefixo + radical + sufixo

  • Outros tipos de derivação:


Há dois casos em que a palavra derivada é formada sem que haja a presença de afixos. São eles: a derivação regressiva e a derivação imprópria.

Derivação regressiva: a palavra nova é obtida por redução da palavra primitiva. Ocorre, sobretudo, na formação de substantivos derivados de verbos.

Derivação imprópria: a palavra nova (derivada) é obtida pela mudança de categoria gramatical da palavra primitiva. Não ocorre, pois, alteração na forma, mas tão somente na classe gramatical.

Observe:

jantar (substantivo) deriva de jantar (verbo)
mulher aranha (o adjetivo aranha deriva do substantivo aranha)
Não entendi o porquê da briga. (o substantivo porquê deriva da conjunção porque)

 

Outros processos de formação de palavras:

Hibridismo: é a palavra formada com elementos oriundos de línguas diferentes.

automóvel (auto: grego; móvel: latim)
sociologia (socio: latim; logia: grego)
sambódromo (samba: dialeto africano; dromo: grego)

Por Marina Cabral
Especialista em Língua Portuguesa e Literatura
 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Marina Cabral da. "Processos de formação de palavras"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/gramatica/estrutura-e-formacao-de-palavras-ii.htm>. Acesso em 20 de novembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA