Topo
pesquisar

Tempo histórico e tempo geológico

Geografia

O tempo geológico difere-se do tempo histórico por tratar-se de uma escala de tempo muito mais ampla e abrangente.
O tempo geológico explica como alguns tipos de relevo levaram milhões de anos para serem formados
O tempo geológico explica como alguns tipos de relevo levaram milhões de anos para serem formados
PUBLICIDADE

O planeta Terra, muito provavelmente, possui cerca de 4,6 bilhões de anos. Isso significa que ele é bem antigo, a depender do referencial, pois, se considerarmos a idade do universo (13 bilhões de anos), o nosso planeta não é tão “velho” assim; mas se compararmos com o tempo de formação das civilizações, aí a idade da Terra é muito ampla.

Por esse motivo, existem duas principais escalas de tempo: a do tempo geológico e a do tempo histórico. Como são escalas diferentes, a medição delas também o é, de forma que a proporcionalidade entre uma e outra é bastante distinta em termos de amplitude.

Quando falamos em tempo geológico, referimo-nos a uma escala de tempo que costuma ser medida nos milhões ou até bilhões de anos, tal a classificação das eras geológicas e seus respectivos períodos. Já quando falamos em tempo histórico (incluindo, aí, a Pré-História), referimo-nos ao período de surgimento da humanidade, o que corresponde ao uso de medidas de dezenas, centenas e até milhares de anos.

Observe a tabela a seguir, que indica a sucessão dos diferentes períodos e eras da escala geológica do tempo:

Tabela da escala geológica do tempo
Tabela da escala geológica do tempo

Considerando todas essas transformações sobre as quais a Terra passou, podemos ficar perplexos ao descobrirmos que os primeiros humanos em suas formas atuais surgiram apenas no período quartenário, o último deles. Isso significa que, ao passo em que o planeta possui quatro bilhões e meio de anos, os seres humanos habitam-no há apenas alguns conjuntos de milênios.

Portanto, essa diferença entre uma escala de tempo e outra pode ser, para nós, algo difícil de imaginar. Para facilitar essa tarefa, podemos fazer algumas metáforas, por exemplo:

- Se todo o tempo geológico fosse reduzido a um dia, as primeiras civilizações teriam surgido nos últimos três segundos.

- Se resumíssemos toda a história da Terra em um ano, os primeiros homens teriam surgido nas últimas horas do dia 31 de dezembro.

- Se todos os dias da Terra fossem escritos em um livro de 460.000 páginas, o ser humano teria aparecido pela primeira vez na página 459.600.

Dessa forma, quando falamos, por exemplo, que o relevo do Brasil é geologicamente antigo, significa que ele tem uma data de formação que leva mais tempo do que a de outros lugares. Por outro lado, quando falamos que os dobramentos modernos são formações recentes, isso não significa que eles tenham surgido há pouco tempo em termos históricos, mas há algumas centenas de milhares de anos, o que é muito pouco comparado à idade da Terra. Por esse motivo, é muito importante sabermos a diferença entre tempo histórico e tempo geológico!


Por Me. Rodolfo Alves Pena

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PENA, Rodolfo F. Alves. "Tempo histórico e tempo geológico"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/geografia/tempo-historico-tempo-geologico.htm>. Acesso em 23 de setembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA