Topo
pesquisar

Tempestade Solar

Geografia

A tempestade solar é responsável pelos fenômenos da aurora boreal e aurora austral.
PUBLICIDADE

Diversas reações ocorrem no núcleo do Sol, fato que proporciona a produção de grande quantidade de energia via fusão nuclear. Durante esse processo, ocorre a liberação de prótons e elétrons, que são atraídos e acumulados em outros campos magnéticos.

A grande concentração de prótons e elétrons pode desencadear uma tempestade solar, caracterizada pela liberação, através de uma grande explosão, dessas partículas superaquecidas. Com isso, a radiação solar atinge o campo magnético e a atmosfera terrestre. O ciclo magnético solar é de aproximadamente 22 anos.

As consequências desse fenômeno podem ser desastrosas, como a destruição de satélites artificiais, a interferência nos serviços de telefonia, a queda de energia elétrica, a danificação de objetos eletroeletrônicos, etc. A tempestade solar também proporciona belos espetáculos luminosos: a aurora boreal e aurora austral.

Conforme estimativas da NASA (Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço – Agência Espacial Americana), esse fenômeno pode acontecer em 2013, pois o Sol entrará em um ciclo de alta atividade. Em 1859, uma tempestade solar danificou as linhas de telégrafos de países da Europa e nos Estados Unidos da América (EUA).

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Curiosidades - Geografia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FRANCISCO, Wagner De Cerqueria E. "Tempestade Solar"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/geografia/tempestade-solar.htm>. Acesso em 03 de maio de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA